A açao da maconha no snc

Como é feita a administração da maconha?

A principal forma de administração da maconha é a inalação (fumada), método que leva a um efeito rápido no organismo. Estima-se que em cerca de meia hora a maconha atinja seus níveis máximos no sangue do usuário. Além da inalação, muitas pessoas fazem uso da maconha, ingerindo-a.

Qual a origem da maconha?

Vanessa Sardinha dos Santos. A maconha é uma planta herbácea originária da Índia que pertence à família Moraceae. A maconha é uma planta que apresenta substâncias que afetam o sistema nervoso central.

Quais os riscos da maconha?

Alguns estudos sugerem que o uso dessa planta pode aumentar os riscos de desenvolvimento de bebês com anencefalia e crianças com transtornos cognitivos. → Maconha causa dependência?

Quais são as manifestações crônicas da maconha?

O quadro a seguir relata algumas dessas manifestações crônicas: Síndrome amotivacional (caracteriza-se por um estado de isolamento social, passividade, apatia e indiferença) Vale salientar ainda que a maconha pode apresentar efeito negativo quando utilizada por mulheres que estão grávidas.


Como age a maconha no SNC?

O THC, ao atingir o sistema nervoso central, reconhece receptores no local e se liga, sendo essa ação a responsável pelos efeitos já conhecidos da droga. O THC é responsável por promover o desenvolvimento de sintomas psicóticos em sujeitos vulneráveis, mas também apresenta papel importante na medicina.


Qual o mecanismo de ação da maconha?

Mecanismo de ação O THC é metabolizado no fígado gerando um metabólito (produto da metabolização da substância) mais potente que ele próprio. Além disso, o THC é muito lipossolúvel (solúvel em lipídios – gordura, e não em água) ficando armazenado no tecido adiposo.


Qual o efeito da maconha nos neurotransmissores?

Pessoas que fumam maconha em grandes quantidades têm menor liberação de dopamina – neurotransmissor que serve para avaliar ou recompensar prazeres específicos associados à alimentação, drogas ou dinheiro – no cérebro. A conclusão é de um estudo publicado recentemente no periódico científico Molecular Psychiatry.


O que a maconha faz nos neurônios?

Assim que a fumaça é aspirada, cai nos pulmões que a absorvem rapidamente. De seis a dez segundos depois, levados pela circulação, seus componentes chegam ao cérebro e agem sobre os mecanismos de transmissão do estímulo entre os neurônios, células básicas do sistema nervoso central.


Como é produzida a droga maconha?

A maconha provém da planta de cânhamo, e a parte que contém a “droga” encontra-se principalmente nas flores (que normalmente se chamam “botões”) e tem muito menos nas sementes, folhas e caules da planta. A maconha, quando vendida, é uma mistura de folhas, caules, flores e sementes secas da planta do cânhamo.


O que leva as pessoas a entrarem no mundo das drogas?

Pesquisas recentes apontam que os principais motivos que levam um indivíduo a utilizar drogas são: curiosidade, influência de amigos (mais comum), vontade, desejo de fuga (principalmente de problemas familiares), coragem (para tomar uma atitude que sem o uso de tais substâncias não tomaria), dificuldade em enfrentar e/ …


Quais hormônios a maconha libera no cérebro?

dopaminaO abuso do uso de maconha interfere na capacidade do cérebro de produzir dopamina, neurotransmissor que é responsável pelos sentimentos de prazer, motivação e recompensa.


O que a maconha faz com a serotonina?

Segundo os cientistas do Centro de Pesquisas da Universidade McGill, em Montreal, Canadá, esta é a primeira prova de que o canabinóide identificado como WIN55,212,2 pode aumentar os níveis de serotonina. O neurotransmissor atua regulando os estados de ânimo.


Quanto de dopamina a maconha libera?

A pesquisa da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, avaliou a liberação de dopamina no corpo estriado do cérebro de voluntários que se encaixam no perfil de uso abusivo ou dependência de maconha, que atinge de 6% a 12% dos usuários – cerca de metade das taxas de uso compulsivo de álcool e cigarro.


É verdade que maconha mata neurônio?

De lá pra cá diversos outros estudos foram feitos sobre o tema. A conclusão geral é que a fama de assassina de neurônios não cabe à maconha. Para efeito de comparação, o uso prolongado de álcool, uma droga cujo uso é legal, causa danos muito mais graves e permanentes ao cérebro.


Quantos neurônios morrem com maconha?

Maconha não mata neurônios; conheça os mitos e verdades sobre o uso da droga. A maconha pode alterar o funcionamento dos neurônios, mas não é capaz de destruí-los. Já o álcool e solventes, como éter, cola de sapateiro, benzina e lança-perfume matam o neurônio, pois exercem um efeito tóxico sobre ele.


O que destrói os neurônios?

A esclerose lateral amiotrófica leva à degeneração progressiva das células cerebrais controlam o movimento. De caráter progressivo, a esclerose lateral amiotrófica (ELA) afeta os neurônios responsáveis pelos movimentos do corpo e causa a perda do controle muscular.


Drogas

A maconha é uma planta que apresenta componentes que podem ser usados para fins medicinais, mas também apresenta substâncias que afetam o sistema nervoso.


Tetra-hidrocanabinol

O tetra-hidrocanabinol (THC) é a principal substância psicoativa da maconha, apresentando grande influência no cérebro. O THC, ao atingir o sistema nervoso central, reconhece receptores no local e se liga, sendo essa ação a responsável pelos efeitos já conhecidos da droga.

Leave a Comment