A açao das alcol no sistema nervoso

image

R. O álcool age negativamente no sistema nervoso por diversas vias. Primeiro, há uma toxicidade direta do álcool ao corpo do neurônio e ao seu prolongamento (axônio). O álcool em excesso destrói diretamente células, conexões e redes inteiras.

Full
Answer

Por que o álcool afeta o sistema nervoso?

Brincadeiras à parte, ao contrário do que algumas pessoas pensam, não é somente o sistema gástrico que é atingido pelo álcool, mas, também, o sistema nervoso. Isso ocorre porque o álcool é uma substância depressora do Sistema Nervoso Central (SNC) e afeta diversos neurotransmissores no cérebro.

Por que o álcool age no sistema nervoso central?

Por acometer órgãos vitais, essas doenças podem levar ao óbito. Entretanto, existe um outro órgão extremamente importante que pode ser afetado: o cérebro. O álcool também pode trazer prejuízos ao cérebro, uma vez que seus efeitos depressores do sistema nervoso podem alterar o funcionamento cerebral a longo prazo.

Qual é a ação do álcool sobre o sistema límbico?

Como ação do álcool sobre o sistema límbico sabe-se da Síndrome de Korsakoff, que é uma seqüela da encefalopatia de Wernicke (deGROOT 1994). A Síndrome de Korsakoff, também chamada de Síndrome Confabulatória Amnéstica, ocorre devido a deficiência de tiamina (vitamina B1), quadro comum dentro do alcoolismo.

Por que a corrente sanguínea absorve o álcool e as funções do sistema nervoso?

A corrente sanguínea absorve o álcool e as funções do sistema nervoso cairão. Brincadeiras à parte, ao contrário do que algumas pessoas pensam, não é somente o sistema gástrico que é atingido pelo álcool, mas, também, o sistema nervoso. Isso ocorre porque o álcool é uma substância depressora do Sistema Nervoso Central …

image


Qual é o efeito do álcool no sistema nervoso?

“O álcool tem ação direta no sistema límbico, do Sistema Nervoso Central, e age como um depressor das funções cerebrais, diminuindo o centro da crítica da pessoa, que fica mais expansiva. A ansiedade, a variação de humor e a depressão são consequências da ingestão de bebida alcoólica”, explica Claudio Jerônimo.


Onde o álcool afeta no cérebro?

Consumo freqüente e excessivo de álcool danifica uma área na parte de trás do cérebro chamada cerebelo, resultando em má coordenação e equilíbrio, dificuldade para andar, tremores involuntários e movimentos oculares “indo e voltando” conhecidos como nistagmo.


O que fazer para cortar o efeito do álcool?

Para cortar o efeito mais rápido você deve levar a pessoa a tomar um banho gelado, ingerir alguma bebida doce com refrigerante ou água com açúcar e se possível fazer com que ela se deite e descanse.


Qual é a bebida que faz mais mal?

Vinho tinto O vinho tinto é um dos piores culpados, pois também é um liberador de histamina, que novamente promove vermelhidão”, advertiu o profissional. “Isso o torna a pior bebida, principalmente se você tem tendência a ficar com vermelhidão ou vive com rosácea”, finalizou.


Como o álcool age no sistema nervoso central?

Sendo uma droga depressora do SNC, o álcool faz com que o cérebro fique menos “ativo”, prejudicando nossa capacidade de pensar, planejar ações, memorizar e até mesmo de nos mover com precisão! Mas como, exatamente, se dá esse processo de depressão do sistema nervoso?


Efeitos imediatos

Quando o álcool está no organismo, ele produz efeitos imediatos que tendem a passar quando a pessoa para de ingerir bebidas alcoólicas. Esses efeitos dependem da quantidade de álcool no organismo e podem durar horas. Quanto mais uma pessoa bebe, mais tempo demora para o organismo eliminar o álcool e os efeitos passarem.


Prejuízos a longo prazo

Os efeitos a curto prazo podem parecer divertidos para algumas pessoas, o que torna o consumo de álcool uma atividade atrativa. Contudo, mesmo que a pessoa não beba quantidades o bastante para entrar em coma alcoólico, o consumo de álcool em grandes quantidades e com frequência pode trazer prejuízos graves a longo prazo.


Fases

O indivíduo desinibe-se, ganha confiança mas, diminui a atenção, a capacidade de julgamento e o auto-control. Perda da inibição, pode levar a que a pessoa intoxicada com álcool faça coisas que normalmente não faria, como, por exemplo, dirigir um carro a alta velocidade.


Consequências do consumo excessivo de álcool a curto prazo

Ao nível do sistema nervoso, perturbações de sono, ansiedade, estados emocionais arrebatados. Também problemas gástricos como azia, dores abdominais, náuseas, diarreias, elevação da tensão arterial, são muito comuns.


Consequências do consumo excessivo de álcool a médio prazo

Quando se fala em depências, pensa-se imediatamente em drogas ilícitas como cocaína ou ecstasy entre outras, no entanto, o álcool sendo socialmente aceite é um perigo camuflado. As pessoas que bebem de forma contínua, a pouco e pouco, deixam de ter prazer em outro tipo de atividades como fazer desporto, ir ao cinema, ver televisão, etc.


Consequências do consumo de álcool a longo prazo

Quando o consumo de álcool tem caráter de continuidade pode, a longo prazo, ocasionar danos cerebrais irreversíveis. Problemas cerebrovasculares, de memória, e de forma generalizada de todos os orgãos, são a consequência inevitável deste tipo de comportamento.


Doença de Wernicke-Korsakoff (WKS)

Esta condição é causada por dano cerebral devido a uma deficiência de tiamina ou vitamina B1. A deficiência de tiamina é comum em pessoas que abusam do álcool. Existem duas síndromes WKS diferentes:


Neuropatia alcoólica

Essa condição ocorre quando os nervos periféricos são danificados por muito álcool. Isso pode ser permanente. Deficiências em B-6 e B-12, tiamina, folato, niacina e vitamina E podem piorar. Todas essas vitaminas são necessárias para a função nervosa adequada. Os sintomas incluem:


Síndrome de abstinência alcoólica

A síndrome de abstinência alcoólica ocorre quando alguém que bebe quantidades excessivas de álcool por um longo período de tempo para de repente. Os sintomas podem se desenvolver apenas cinco horas após a última bebida e podem persistir por semanas. Os sintomas comuns incluem:


Degeneração cerebelar alcoólica

Essa condição ocorre quando os neurônios do cerebelo se deterioram e morrem devido aos efeitos prejudiciais do álcool. O cerebelo é a parte do cérebro que controla a coordenação e o equilíbrio. Os sintomas podem incluir:


Miopatia alcoólica

O álcool afeta as fibras musculares causando miopatia alcoólica. Beber muito álcool ao longo do tempo pode enfraquecer os músculos. Esta condição pode ser aguda ou crônica. Os sintomas incluem:


Síndrome alcoólica fetal

A síndrome do álcool fetal ocorre quando uma mulher bebe álcool enquanto está grávida. Os riscos para o bebê incluem danos cerebrais e problemas de desenvolvimento, cognitivos e comportamentais. Esses problemas podem aparecer a qualquer momento durante a infância. Nenhuma quantidade de álcool é segura para beber durante a gravidez.

image


Quais São OS Efeitos Do Álcool No organismo?


OS Efeitos Do Álcool No Sistema Nervoso

  • Demência
    Quase 10% dos alcoólatras crônicos sofrem de demência. Isso implica que essas pessoas sofrem uma deterioração de todas as suas funções cognitivas, como memória e habilidades sociais. Nesses casos, a pessoa perde a capacidade de realizar atividades complexas.Isso tam…
  • Degeneração do cerebelo
    O cerebelo é uma parte do nosso sistema nervoso responsável pela coordenação muscular e outros movimentos que realizamos involuntariamente. Estima-se que cerca de 50% dos alcoólatras sofram danos nessa parte do organismo. Eles acabam tendo dificuldades para falar…

See more on melhorcomsaude.com.br


Conclusão sobre OS Efeitos Do Álcool No Sistema Nervoso

  • Os efeitos do álcool no sistema nervoso são variados e complexos. É importante saber que ele provoca danos tanto quando se limita à intoxicação aguda quanto quando a pessoa é alcoólatra de forma crônica. Portanto, se você acha que é viciado em álcool ou bebe frequentemente, tente ficar longe dele. Tanto o seu médico quanto os muitos grupos de apoio existentes atualmente p…

See more on melhorcomsaude.com.br

Leave a Comment