A açao social da igreja catolica

image


Qual foi a influência da Igreja Católica no serviço social?

A Igreja Católica, por sua longa experiên- cia e tradição na prática de ajuda à população em situação de carência, qualquer que seja ela, desenvolve, através de seus membros, ações volta- das para o atendimento a essa população, seja a partir de ações individuais ou de instituições assistenciais.


Quais são as ações sociais da Igreja Católica?

Atualmente, um exemplo da atuação social das igrejas católicas é o trabalho das pastorais que alcançam diversos segmentos sociais, como a população afro-brasileira, os penitenciários, os soropositivos, bem como pessoas idosas, migrantes, indígenas, dentre outros.


São pressupostos da social da Igreja?

São princípios básicos em que se condensa a Doutrina Social da Igreja: 1) A dignidade da pessoa humana, como criatura à imagem de Deus e a igual dignidade de todas as pessoas; 2) respeito à vida humana, 3) princípio de associação, 4) princípio da participação, 5) princípio da solidariedade, 6) princípio da …


Qual a importância da ação social na Igreja?

A caridade é muito importante para melhorar a vida de pessoas que passam por problemas graves por falta de assistência. Mas, para fazer desse bom sentimento uma ação realmente transformadora, o melhor caminho é desenvolver projetos sociais e realizar uma ação social na igreja que vá de encontro com esses propósitos.


O que é ministério de ação social?

O Ministério de Ação Social da Segunda Igreja Batista do Rio de Janeiro busca promover e cuidar de programas de apoio social que resultam em ações concretas de auxílio aos membros da igreja e a comunidade local.


O que é pastoral social CNBB?

A Pastoral Social tem como finalidade concretizar em ações sociais e específicas a solicitude da Igreja diante de situações reais de marginalização. Logo mais, no capítulo 6, apresentamos algumas indicações práticas de como organizar a ação social na Igreja: dioceses, paróquias e comunidades.


Qual é o objetivo principal da Doutrina Social da Igreja?

A Doutrina Social de Igreja Católica é, sim, um conjunto de princípios, critérios e diretrizes de ação com o objetivo de interpretar as realidades sociais, culturais, econômicas e políticas, determinando sua conformidade ou inconformidade com os ensinamentos do Evangelho sobre a pessoa humana e sua vocação terrena e …


O que leva uma pessoa a sair da Igreja?

Muitos saem porque conseguem seu objetivo e acham que não precisam voltar. A motivação deles não era o amor a Deus. Por isso, a mensagem de um pastor deve ser sempre a salvação eterna, que é a mensagem básica da Bíblia. Outro motivo que leva alguém a abandonar a igreja é a falta de maturidade espiritual.


Qual é a missão da Igreja?

“A missão de Deus no mundo é estabelecer o seu Reino. Participar da construção do Reino de Deus em nosso mundo, pelo Espírito Santo, constitui-se na tarefa evangelizante da Igreja” (Plano de Vida e Missão da Igreja).


Qual é o objetivo de uma ação social?

Na Sociologia, a ação social é um conceito motivado pela comunicação dentro da sociedade, e tem como objetivo principal uma intenção, a qual é orientada para o alter (outro).


1 Dignidade da pessoa humana

A Igreja não pensa em primeiro lugar no Estado, no partido ou no grupo étnico. Pensa na pessoa como ser único e irrepetível, criado à imagem de Deus. Uma sociedade só será justa se souber respeitar a dignidade de cada pessoa.


2 Bem comum

O bem comum é o “conjunto das condições da vida social que permitem, tanto aos grupos como a cada membro, alcançar mais plena e facilmente a própria perfeição” (GS, 26). Não se trata de simples soma dos bens particulares de cada sujeito. É um bem indivisível, porque somente juntos se pode alcançá-lo, aumenta-lo e conservá-lo (CDSI, 164).


3 Subsidiariedade

O princípio da subsidiariedade indica que, na sociedade, as instituições e organismos de ordem superior devem se colocar em atitude de ajuda (‘subsidium’) – e, portanto, de apoio, promoção e incremento – em relação às menores (CDSI, 186).


4 Solidariedade

A solidariedade não é um simples sentimento de compaixão pelos males sofridos por tantas pessoas próximas ou distantes. É a determinação firme e perseverante de se empenhar pelo bem de todos e de cada um, porque “todos nós somos verdadeiramente responsáveis por todos” (Sollicitudo rei socialis, 38).


5 A integração entre subsidiariedade e solidariedade

Na aplicação da doutrina social da Igreja, os princípios da subsidiariedade e solidariedade sempre devem ser vistos e aplicados em conjunto, pois “o princípio de subsidiariedade há-de ser mantido estritamente ligado com o princípio de solidariedade e vice-versa, porque, se a subsidiariedade sem a solidariedade decai no particularismo social, a solidariedade sem a subsidiariedade decai no assistencialismo que humilha o sujeito necessitado” (Bento XVI, Carta encicl.


1 Família

A Igreja considera a família “como a primeira sociedade natural, titular de direitos próprios e originários, e a põe no centro da vida social”. Ela é “a célula primeira e vital da sociedade”, fundamento da vida das pessoas e base de todo ordenamento social (CDSI, 211).


2 Trabalho

O trabalho humano tem uma dupla dimensão. Em sentido objetivo, é “o conjunto de atividades, recursos, instrumentos e técnicas de que o homem se serve para produzir”.


Quais são os Frutos?

Curso a Distância Capelania Hospitalar VEJA MAIS
Pelos frutos conhecereis a árvore, e que frutos estamos produzindo nós como Igreja e Corpo de Cristo do século XXI?


E por quê a Igreja Evangélica deveria envolver-se em questões sociais?

Dia destes quando eu argumentava a este respeito com alguém exemplifiquei algumas religiões e organizações diversas que prestam auxilio aos necessitados.

image

Leave a Comment