A importancia do indio no dia de açao de graças

Qual a importância do dia do Índio?

Essa data, por sua importância na história do indigenismo das Américas, foi dedicada à comemoração do Dia do Índio. A partir de então, o dia 19 de abril passou a ser consagrado ao Índio, em todo o continente americano.

Qual a importância do dia do Índio para as escolas?

Muito embora na maioria das vezes essa data fique restrita às escolas que comemoram de modo genérico o Dia do Índio, com confecção de cocares e colares indígenas, a data possui muita relevância. Pois, afinal, o Dia do Índio foi criado com a intenção de que nessa data a situação dos povos indígenas fosse objeto de reflexão.

Por que o dia do Índio é celebrado em 19 de abril?

O Dia do Índio é celebrado, nos países americanos, em 19 de abril. Essa data foi escolhida em 1940, no Primeiro Congresso Indigenista Interamericano. Todo dia 19 de abril comemora-se no Brasil e em vários outros países do continente americano o Dia do Índio ou o Dia dos Povos Indígenas.

Qual foi o objetivo do Dia dos indígenas?

O objetivo do evento era reunir líderes indígenas de diferentes nações a fim de zelar pelos seus direitos. No Brasil, a data foi oficializada em 02 de junho de 1943 pelo Decreto Lei n. 5.540.


Qual a importância do índio nos dias de hoje?

A cultura indígena possui importância fundamental na construção da identidade nacional brasileira. Ela está presente em elementos da dança, festas populares, culinária e, principalmente, na língua portuguesa falada no Brasil, que é fruto do processo de aculturação entre povos indígenas, negros e europeus.


O que os índios fazem no Dia a Dia?

– Os índios brasileiros se alimentam exclusivamente de alimentos retirados da natureza (peixes, carnes de animais, frutos, legumes e tubérculos); – Costumam tomar banho várias vezes por dia em rios, lagos e riachos; – Os homens saem para caçar em grupos; – Fazem cerimônias e rituais com muita dança e música.


Porque a cultura indígena é tão importante?

A divulgação da cultura indígena pode sensibilizar a população para a importância de viver de forma sustentável e, assim, utilizar práticas conservacionistas e transmitir para as futuras gerações o conhecimento adquirido por esses povos. A valorização da cultura indígena é um dever de todos os países do mundo.


Como o índio é visto nos dias atuais?

O índio ainda é visto como aquele que vive na natureza, ao modelo de índio primitivo que vivia na época da chegada dos portugueses ao Brasil de forma isolada da sociedade, sendo-lhe atribuídos diversas características negativas tais como “cruel, bárbaro, canibal, animal selvagem, preguiçoso, traiçoeiro…” (GERSEM, 2006, …


O que fazem os índios?

– Caçam e pescam. – Constroem as habitações. – Preparam a terra para a prática da agricultura. – Fazem canoas e produzem os instrumentos de trabalho.


Quais são as atividades que os índios fazem?

Eles tinham religião, hábitos, costumes e comportamentos similares, a divisão do trabalho também era parecida entre todos os povos, e o modo de vida deles era baseado na caça, na pesca e na coleta, acrescida da agricultura de algumas plantas, como a mandioca.


O que podemos aprender com a cultura indígena?

Estudar sobre a cultura indígena é uma excelente forma de observar vários povos e grupos étnicos diferentes, bem como as tradições de cada um e suas visões sobre o mundo. Porém, é muito comum que, ao falar sobre os indígenas, eles sejam retratados como um povo único.


O que os indígenas contribuíram para a cultura brasileira?

As influências indígenas na cultura brasileira estão enraizadas em todos os indivíduos e vão desde objetos e ações simples – como deitar em redes e preparar pratos como tapioca e pirão de peixe – até usos medicinais com plantas nativas, crenças no folclore – saci pererê, curupira – e influências na língua portuguesa – …


O que podemos fazer para valorizar a cultura dos povos indígenas?

Para valorizar as culturas indígenas podemos reconhecer que são tão dignas quanto qualquer outra manifestação cultural, reconhecer os direitos políticos dos povos nativos e combater os discursos discriminatórios.


Como você vê o indígena na sociedade atual do Brasil de hoje?

Eles vivem no mesmo País, participam da elaboração de leis, elegem candidatos e compartilham problemas semelhantes, como as conseqüências da poluição ambiental e das diretrizes e ações do governo nas áreas da política, economia, saúde, educação e administração pública em geral.


Como está a situação do índio no Brasil hoje?

Atualmente encontramos no território brasileiro 256 povos, falantes de mais de 150 línguas diferentes. Os povos indígenas somam, segundo o Censo IBGE 2010, 896.917 pessoas. Destes, 324.834 vivem em cidades e 572.083 em áreas rurais, o que corresponde aproximadamente a 0,47% da população total do país.


Como vivem os povos indígenas do Brasil na atualidade?

Modos de Vida. A maioria dos povos indígenas vive completamente das florestas, através de uma mistura de caça, coleta e pesca. Eles cultivam plantas que utilizam como alimentos e medicamentos, e também usam a vegetação para construir casas e fazer objetos do cotidiano. ‘Nós índios somos como plantas.


A Contribuição do Índio para a Sociedade Atual

Todas as pessoas mais ou menos esclarecidas reconhecem a contribuição da cultura indígena para a formação das sociedades atuais. No entanto, mesmo sabedoras desse fato, alguns indivíduos ainda insistem em ter preconceitos contra aqueles que são considerados como os precursores de muitas comunidades modernas.


O Papel da Mulher na Sociedade Indígena

A sociedade está mudando muito em termos de aceitação dos muitos papéis das mulheres como profissionais, como pão-assalariados na família e como indivíduos pensantes independentes em todas as comunidades.


Mensagens de Índios

Dentro de mim há dois cachorros: um deles é cruel e mau; o outro é muito bom. Os dois estão sempre brigando. O que ganha a briga é aquele que eu alimento mais frequentemente.
Provérbio Índio Americano


O que é ser índio?

Os habitantes das Américas foram chamados de índios pelos europeus que aqui chegaram. Uma denominação genérica provocada pela primeira impressão que eles tiveram de haver chegado às Índias.


A visão indígena brasileira

Um índio não chama nem a si mesmo de índio, esse nome veio trazido pelos colonizadores no séc. XVI.O índio mais antigo desta terra hoje chamada Brasil se autodenomina Tupy, que significa “TU” (som) e “PY” (pé), ou seja, o som-de-pé, de modo que o índio é uma qualidade de espírito posta em uma harmonia de forma.


19 de Abril – Dia nacional do índio

Durante a realização do I Congresso Indigenista Interamericano no México, em 1940, os representantes de diversos países americanos decidiram convidar os índios, tema central do Congresso, para o evento.


Retrospecto da história do índio a partir da descoberta do Brasil

1500: primeiro contato do índio brasileiro com o colonizador português. Para os portugueses, os índios eram seres selvagens e sem alma. Essa situação só começou a mudar a partir de 1537, quando, através de uma bula, o papa Paulo III afirmou que o índio era um ser humano.


Identidade e Diversidade

As populações indígenas são vistas pela sociedade brasileira ora de forma preconceituosa, ora de forma idealizada. O preconceito parte, muito mais, daqueles que convivem corretamente com os índios: as populações rurais.


Reconhecimento da diversidade cultural

Até meados da década passada, prevalecia o cunho integracionista das legislações nacionais de proteção às populações indígenas.


A política indigenista

A política indigenista tem procurado acompanhar, ao mesmo tempo, a evolução dos estudos antropológicos e as demandas específicas das comunidades indígenas brasileiras. A seguir são indicados pontos centrais dessa política.


A vida do índio – Edmar Batista de Souza (Itohã Pataxó)

O índio lutador,
Tem sempre uma história pra contar.
Coisas da sua vida,
Que ele não há de negar.
A vida é de sofrimento,
E eu preciso recuperar.
Eu luto por minha terra,
Por que ela me pertence.
Ela é minha mãe,
E faz feliz muita gente.
Ela tudo nós dar,
Se plantarmos a semente.
A minha luta é grande,
Não sei quando vai terminar.
Eu não desisto dos meus sonhos,
E sei quando vou encontrar.
A felicidade de um povo,
Que vive a sonhar.
Ser índio não é fácil,
Mas eles têm que entender.
Que somos índios guerreiros.
E lutamos pra vencer.
Temos que buscar a paz,
E ver nosso povo crescer.
Orgulho-me de ser índio,
E tenho cultura pra exibir.
Luto por meus ideais,
E nunca vou desistir.
Sou Pataxó Hãhãhãe,
E tenho muito que expandir..


Donos da terra – Daniela Valadares Aleixo

Usurparam sua cultura
costumes e tradições.
Apossaram-se de suas
terras, seu verde devastou.
O índio andava nu, uma livre
inocência, foi injetado em suas
mentes inverdades sobre moralidade
cegaram a sua pureza…
513 anos depois, O índio
ainda tem que guerrear, por uma
terra que sempre foi sua,
provar que este é seu lugar.
A força do índio vem de um querer,
provar que esta terra vasta não é
“terra de ninguém”.
Esta terra sempre teve donos,
tinha e ainda tem… ÍNDIOS..


Pássaro que não é pássaro – Carmem Teresa Elias e Beatriz Ribeiro

O canto era longo, melodioso
Na harmonia da floresta
O colorido ornamento de penas e plumas
Continha amarelos, verdes, azuis…
Com eles, havia as cores de Brasil
Havia a música das florestas do Brasil
Mas seu canto ficou raro
Tão raro
Quanto o canto do Uirapuru…
Pássaro que não é pássaro
A floresta silencia
Os índios estão quase extintos!
O Brasil não aprendeu a viver com tamanho encanto!!!.


Festa na Taba – Benedito Gomes Rodrigues

O pajé avisou.
O cacique escutou.
A taba precisa,
Urgentemente,
Se divertir!
“Peguem os ‘pife’,
Os tambores,
E os maracás!
É hora de festejar
A mãe terra querida!
O sol e o ar!
Irmãos e irmãs,
Gritos de amor!
Passos ao chão.
Chão do pai, e do avô!”
É a harmonia no ritmo.
O passo da vida,
Que pulsa no coração.
É som em conjunto.
Batida em irmandade.
Toada da emoção.
A vida somos nós!
Todos numa só vida!.


Falando de índio – Ana Lucia Souza Cruz

Sou um indiozinho que passeia tranquilo pela beira da praia, meu quintal.
Inteligente, sei que de tudo disponho para ser feliz.
Mas sinto que, à espreita, me observavam de longe.
Um dia, no entanto, aconteceu… Conheci alguns homens diferentes cobertos de panos.
Com curiosidade normal de toda criança fui me aproximando timidamente e me encantando com as novidades.
Mal sabia que aí começaria minha escravidão… E no meio da rejeição conheci uma arma diferente.


Poemas tradicionais Pankararu – Kaciane Monteiro e Eriane Maria

Na terra nos plantamos e colhemos.
Vim topar uma parada,
Conhecer o povo Pankararu,
E disputar com a moçada,
Nas festas nos comemoramos, com uma linda tórezada.
O Pankararu passa a vida.
Sempre olhando pra chão,
Mais um dia descobriu,
E valorizou a nação.
Mudou da água pro vinho,
Fez-se de um povo de ação.
Nasce o Pankararu pra sofrer,
Nesse mundo do senhor,
Assim vive os Pankararu.
Para quem não confia no amor,
Mais vontade fé e amizade,
Vencem sempre qualquer dor.
Não adianta ter pressa,
Pois o destino nunca trai.
Os Pankararu nasceram pra vitória,
Não é erva que o chão atrai,
Quando a queda ta armada,
Chega Deus ele não cai.
Quem é do chão não se atrepa,
Diz o dito popular, Pankararu.
O que na terra é do índio,
Bicho nenhum vai tomar.
Só mata quem quer matar.
Vou guarda o meu câmpio
Terminar essa jornada.
Outro povo me espera,
Pra ouvir coisas engraçadas,
Que as histórias Pankararu,
Dão de graça a meninada.
E se podemos sofrer hoje.
Sofremos até vencer.
E com a força de nosso pai.
Santsé, e força Encantada.
Nós venceremos qualquer obstáculo..


A vida do índio – Edmar Batista de Souza (Itohã Pataxó)

O índio lutador,
Tem sempre uma história pra contar.
Coisas da sua vida,
Que ele não há de negar.
A vida é de sofrimento,
E eu preciso recuperar.
Eu luto por minha terra,
Por que ela me pertence.
Ela é minha mãe,
E faz feliz muita gente.
Ela tudo nós dar,
Se plantarmos a semente.
A minha luta é grande,
Não sei quando vai terminar.
Eu não desisto dos meus sonhos,
E sei quando vou encontrar.
A felicidade de um povo,
Que vive a sonhar.
Ser índio não é fácil,
Mas eles têm que entender.
Que somos índios guerreiros.
E lutamos pra vencer.
Temos que buscar a paz,
E ver nosso povo crescer.
Orgulho-me de ser índio,
E tenho cultura pra exibir.
Luto por meus ideais,
E nunca vou desistir.
Sou Pataxó Hãhãhãe,
E tenho muito que expandir..


A Contribuição Do Índio para A Sociedade Atual

Image
Todas as pessoas mais ou menos esclarecidas reconhecem a contribuição da cultura indígena para a formação das sociedades atuais. No entanto, mesmo sabedoras desse fato, alguns indivíduos ainda insistem em ter preconceitos contra aqueles que são considerados como os precursores de muitas comunidades mo…

See more on mensagens.culturamix.com


O Papel Da Mulher Na Sociedade Indígena

  • A sociedade está mudando muito em termos de aceitação dos muitos papéis das mulheres como profissionais, como pão-assalariados na família e como indivíduos pensantes independentes em todas as comunidades. A mulher tradicional evoluiu para provar a si mesma que pode ser igual aos homens em muitas profissões, bem como provou mais serem mais adequadas do que eles …

See more on mensagens.culturamix.com


Mensagens de Índios

  • Dentro de mim há dois cachorros: um deles é cruel e mau; o outro é muito bom. Os dois estão sempre brigando. O que ganha a briga é aquele que eu alimento mais frequentemente. Provérbio Índio Americano Nós não herdamos a Terra de nossos antecessores, nós a pegamos emprestada de nossas crianças. Provérbio Índio Americano Quando o português chegou Debaixo de uma br…

See more on mensagens.culturamix.com

Leave a Comment