Como escrever cenas de açao

image

O escritor precisa se preocupar com ambas para escrever cada cena, e ação é um ótimo exemplo disso. Um duelo de espadas, uma perseguição de carros, uma guerra espacial; é fácil imaginar essas situações, mas difícil escrevê-las de uma forma cativante, fluída e memorável. Sem mais, eis os meus pensamentos sobre o tema: Roteiro de uma Cena de Ação

Full
Answer

Como escrever uma cena de ação em um livro?

Inclua diálogos nas cenas de ação Tudo bem que diálogos não cabem em toda cena de ação. Às vezes, inclusive, as personagens estarão impedidas de se comunicar. No entanto, sempre que possível, o escritor deve usar os diálogos ao seu favor em uma narrativa. Lembre-se que você quer escrever e publicar livro, não filme de ação.

Qual é a cena que você vai escrever?

A cena que você vai escrever será longa ou curta? Segundo Ítalo Calvino, a narrativa é um cavalo que ora galopa, ora trota. Uma trama envolvente e bem contada equilibra o ritmo para não cansar ou chatear o leitor.

Como começar uma história com uma cena de ação?

Começar uma história com uma cena de ação pode parecer uma decisão certa. É recomendável começar a história num ponto empolgante, não? É preciso prender o leitor logo nas primeiras páginas! E que maneira melhor de fazer isso do que com uma cena de ação? Bom… Várias. Esse é o primeiro ponto que eu queria discutir: ação sem contexto.

Qual a diferença entre uma cena e uma cena de ação?

Uma coisa que eu costumo pensar é que cada cena numa história deve fazer uma pergunta, e tentar responder essa pergunta. Numa cena de ação, seria algo como “será que essas pessoas vão sobreviver?”, “será que eles vão escapar?” A pergunta é muitas vezes mais importante que a resposta.

image


Como escrever uma boa cena de ação?

O segredo para escrever cenas de ação bombásticasAs cenas de ação devem dar destaque às personagens. … Inclua diálogos nas cenas de ação. … Não dê a vitória de mão beijada. … Não repita sempre os mesmos padrões. … Escreva em ritmo rápido, sem descrições excessivas. … Pesquise e coreografe as cenas de ação.


Como escrever cenas pesadas?

Foque no emocional assim como no físico quando estiver escrevendo uma cena de sexo. Escreva o que os personagens sentem, e não só o que estão fazendo. Coloque-se na pele do seu personagem e escreva desta perspectiva, e não como se fosse um observador que está nos bastidores.


Como narrar uma cena?

Lembre-se que as Scenes têm um objetivo, um conflito e um desastre. Identifique cada um desses elementos na cena. O mesmo vale para a Sequel, que deve ter uma reação, um dilema e uma decisão. Organize suas Scenes e Sequels, intercalando entre as duas de maneira que faça sentido para a sua história.


Como escrever cenas de luta exemplos?

Como escrever cenas de luta em um livro?Descreva apenas as lutas que contribuem para a história. … Dê ênfase nas emoções e desenvolvimento de personagens. … Seja criativo e escreva cada cena de luta de maneira única. … Use o cenário e habilidades da personagem ao seu favor. … Pense de maneira cinematográfica.More items…•


Como escrever uma boa FIC?

Se você quer escrever uma fanfic incrível, fique ligado para fugir desses problemas:Não crie uma Mary Sue. … Não seja OOC (Out of Character) … Escreva um título e sinopse que façam sentido. … Não abandone sua fanfic. … Tenha um beta reader.


Como descrever a cena de uma festa?

dicasnão é preciso escrever cada passo ou movimento, mas apenas aqueles que marquem momentos importantes na cena. Por exemplo, se o protagonista, depois de rodopiar no salão, sobe para cima do balcão e desliza de joelhos, isso deve ser descrito. … o estilo de escrita deve dar o tom do ritmo da cena.


Como escrever uma cena de filme?

Faça com que as descrições de cena funcionem para você. Ele está saltando e dançando. Tudo isso representa mais informações sobre o personagem. Coloque essas descrições de cena em forma e faça com que elas trabalhem mais do que em seus primeiros rascunhos. Faça-os falar com outras coisas, como personagem, humor e tom!


Como começar uma história de ação?

Assim, estas são as formas de iniciar uma história:Uma história pode começar a meio de uma conversa. … Uma história pode começar com a descrição de uma paisagem ou local que será a localização primária da acção. … Uma história pode começar com uma introdução do próprio narrador.More items…•


Como descrever uma cena de corrida?

Na escrita de uma cena de perseguição automóvel terá normalmente que descrever o que se passa no veículo perseguido, no perseguidor, e no ambiente geral em redor de ambos. A forma mais simples de o fazer é apenas ir intercalando cenas curtas com cabeçalhos separados para cada uma dessas situações.


Como fazer cenas de luta em RPG?

Planeje a cenaQual é o motivo desse personagem entrar nessa briga?O que ele pode ganhar ou perder com essa luta?Essa cena vai aproximá-lo ou afastá-lo de seus objetivos?Quais são as habilidades dele?Como essa briga vai mostrar quem o personagem é?


Como criar uma luta?

Visite pessoas que são conhecedoras de diversas técnicas de arte marcial. Converse com mestres de vários estilos. Alguns especialistas gostam de dividir seus conhecimentos, não apenas nos aspectos físicos, mas também no treinamento mental e na mentalidade necessária para se tornar bem sucedido nas artes marciais.


Quais são os estilos de luta?

Conheça agora os principais tipos de luta.Muay thai.KaratêJiu-jitsu.Taekwondo.Kung fu.Capoeira.


1. As cenas de ação devem dar destaque às personagens

Nunca inclua uma cena de ação só porque você achou que seria legal, sem que ela tenha relevância para a história ou para o desenvolvimento de personagens.


2. Inclua diálogos nas cenas de ação

Tudo bem que diálogos não cabem em toda cena de ação. Às vezes, inclusive, as personagens estarão impedidas de se comunicar. No entanto, sempre que possível, o escritor deve usar os diálogos ao seu favor em uma narrativa. Lembre-se que você quer escrever e publicar livro, não filme de ação.


3. Não dê a vitória de mão beijada

Nada mais entediante do que assistir uma cena de ação já sabendo como ela acabará. O verdadeiro conflito que faz com que os leitores se revirem na cadeira é aquele que provoca suspense, insegurança. Se o protagonista perder, o resultado será catastrófico. E mais: o antagonista tem grandes chances de ganhar essa.


4. Não repita sempre os mesmos padrões

Reinvente-se em cada cena. Não adianta nada usar sempre a mesma estrutura em toda cena de ação e esperar que o leitor se surpreenda. Por mais desvantagens que o protagonista enfrenta, se ele sempre ganha as disputas, então o leitor nunca esperará nada diferente. Permita que o seu protagonista perca ao menos uma vez.


5. Escreva em ritmo rápido, sem descrições excessivas

Na leitura, o formato das frases e parágrafos é um dos mais marcantes elementos visuais. Frases curtas aceleram o ritmo. Transmitem uma sensação de pressa. De urgência.


6. Pesquise e coreografe as cenas de ação

Se você acompanha o blog da Bibliomundi, sabe que nós sempre, sem falta, recomendamos que o autor faça uma boa pesquisa antes de escrever e publicar ebook. A pesquisa torna o seu livro mais verossímil, fazendo com que o leitor se envolva ainda mais na história.


Roteiro de uma Cena de Ação

Quando falo em roteiro estou me referindo ao que acontece na cena. Como chegamos na ação, como os eventos se desenrolam, etc. As duas primeiras coisas que me vêm à mente quando penso nisso são contexto e preparação.


Pensamentos Finais

Ação tende a ser difícil. É uma das coisas que parece fácil, mas que, com o tempo e a prática, vai se percebendo o quão complexo é o equilíbrio necessário para que ela tenha o efeito desejado.


1 – Necessidade

Já li muitos livros sobre escrita criativa e roteiros na vida.
Ao ensinar sobre construção de cenas, a grande maioria deles recomenda que você pense no que o personagem quer.
E isto costuma gerar cenas insossas ou irrelevantes.
Primeiro porque o responsável pela história é você e não seu personagem.
Se você perguntar o que seu personagem quer, ele certamente vai responder que deseja evitar o conflito.
Com isto, sua história ficará tão emocionante quanto o grupo da família no Whatsapp.
Depois, quem tem que querer é você, o autor, com base na necessidade da trama e dos conflitos e soluções que você planejou.
Assim, a pergunta a ser feita não é o que seu personagem quer, nem mesmo o que poderia acontecer e, sim…
“O que precisa acontecer?”
Se você planejou bem sua história antes de sentar-se para escrevê-la, vai tirar esta de letra.
Agora, imagine que você está na rua, a caminho de uma editora com seu manuscrito embaixo do braço e uma ventania leva embora para sempre uma das páginas, justamente a que contém a cena.
A trama ainda faria sentido?
Se a resposta for sim, sua história não precisa daquela cena.
Você não deveria nem tê-la escrito, mesmo que tenha uma dúzia de desculpas para mantê-la.
– “ Mas ela era tão bacana! ” – você argumenta.
Foque em cenas que são cruciais para a trama.
Uma das coisas que aprendi com boas histórias é que tudo o que pode ser cortado deve ser cortado.
Assim, amarre seu livro com cenas imprescindíveis..


2 – Personagens

Antes de escrever uma cena, responda: “ Que personagens precisam estar nela? ”
Cada personagem precisa ter sua missão muito bem definida na história.
Questione sua relevância não apenas para a trama como para cada cena.
Planejá-los e refletir sobre suas motivações antes é um bom caminho.
Se um personagem não precisa estar na cena, não o coloque apenas para mostrar que ele existe.
Você vai perder seu tempo e o do leitor com descrições ou diálogos irrelevantes.
E lembre-se: bons coadjuvantes geralmente têm objetivos diferentes dos heróis e dos antagonistas..


3 – Cenário

Se você leu um dos meus livros sobre escrita criativa se lembrará de que dedico um capítulo inteiro para falar de cenários.
A criatividade na escolha da ambientação é peça importante na valorização da trama.
Quanto mais óbvio o cenário, menos interessante fica para o leitor.
Então, não tome uma decisão tão rápida de situar os acontecimentos em um restaurante, em um bar ou na sala de estar.
Torne o espaço ativo e tão necessário para a narrativa quanto qualquer outro elemento.
Use todos os sentidos para tornar tudo mais real.
Faça o leitor transportar-se para o ambiente.
Lembre-se também que o diálogo de um casal que acaba de se conhecer em um açougue será muito diferente do que em uma padaria.
Cenários que enriquecem a história são aqueles que interagem com os personagens ou mostram como eles se sentem diante deles..


4 – Surpresa!

Humor, surpresa e confusão têm um denominador comum: eles prendem a plateia.
Libere sua criatividade, solte um pouco as amarras do seu planejamento racional da trama e considere algumas possibilidades bem loucas.
Obviamente, nem toda cena precisa conter uma grande surpresa ou terminar em piada ou pandemônio.
Mas seu livro precisa de alguns momentos completamente inesperados, que façam o leitor se comover, gargalhar (mesmo se for um drama ou uma história de terror) ou que coloquem seus personagens em uma sinuca de bico.
Assim, antes de escrever uma cena, pergunte-se o bom-humor, a surpresa ou “a grande confusão” poderia acontecer nela..


6 – Opções

Lembra do “ Você Decide “, aquele seriado em que os telespectadores ligavam e escolhiam o final?
Que tal pensar em três diferentes caminhos para começar sua cena?
Com base na cena anterior, sempre há uma sequência natural ou diálogo que pode parecer perfeito para iniciar a nova cena.
Porém, muitas vezes esta não é a melhor solução.
Einstein dizia que problema algum pode ser solucionado usando o mesmo estado mental em que foi criado.
Assim, não se contente com a primeira opção.
Tente enxergar as opções por outros ângulos..


8 – Liste!

Depois de visualizar a cena, você pode ficar tentado a sentar-se e a colocar tudo no papel nos mínimos detalhes.
Não faça isto.
Especialmente quando você sabe que a boa história mostra em vez de contar.
Se você partir direto para mostrar, poderá se perder, esquecer ou até se ver diante de um bloqueio criativo.
Não escreva a cena completa ainda.
Não escreva todos os diálogos.
Faça uma lista rápida dos acontecimentos como se fosse uma lista de tarefas com bullets.
Algo do tipo:.


1. Explore todos os sentidos

Não somente quando as personagens partem para os “finalmentes”. Explorar os sentidos é sempre um fator fundamental para desenvolver uma narrativa envolvente.


2. Construa a relação passo a passo

Mesmo um amor que nasce rapidamente, como um raio que caiu na cabeça do protagonista e o partiu ao meio, também tem seu desenvolvimento. Pode ser o clique de conhecer uma pessoa e imediatamente sentir que tem algo de especial nela, mesmo sem saber dizer o quê.


3. As faíscas antes do grande momento

Quando as faíscas voam, a hora que tudo acontece. Nesse quesito, os clássicos filmes da Disney quase nunca pecam.


4. Aconteceu, e agora?

Certo, suas personagens deram o primeiro passo de verdade a caminho de uma relação, seja esse passo um beijo ou uma declaração. Como descrever o que vem a seguir?


5. E depois?

Existem romances que acabam assim que os mocinhos ficam juntos. Muito se diz sobre o “felizes para sempre” que só existe porque não chegamos a ver o “para sempre”. Que é esse fim que permite que o casal permaneça assim, perfeito.


Não subestime seu público

Não se preocupe muito; o leitor quer comprar o que você está vendendo. Se você definir uma cena em um quarto, eles vão imaginar uma cama, uma cômoda, um armário ou qualquer outro acessório de quarto. Você não precisa descrever todos os detalhes de um espaço!


Faça com que as descrições de cena funcionem para você

Considere o exemplo de descrição de cena acima, por exemplo. Ele descreve a situação do espaço; ele está bagunçado, o que pode dizer algo sobre o personagem Leon. Descrevo a forma como Leon está interagindo com o espaço. Ele está saltando e dançando. Tudo isso representa mais informações sobre o personagem.


Livre-se das direções da câmera

Não direcione na página. Isso pode confundir e desacelerar o leitor enquanto ele tenta imaginar o que está acontecendo com a câmera. O futuro diretor vai direcionar da forma como quiser, portanto, suas direções da câmera não o ajudará.


Edite!

Nenhum escritor é perfeito. Eu não sou, mas, se você estiver ciente de suas falhas e áreas problemáticas, poderá trabalhar nelas! Sei que sou prolixa, por isso, agora dedico toda uma sessão de edição para aprimorar minhas descrições.

image


1 – Necessidade


2 – Personagens


3 – Cenário


4 – Surpresa!


5 – Duração


6 – Opções


7 – Visualize!


8 – Liste!


9 – Escreva A Cena

  • A primeira dica é “não tente rechear o bolo todo de uma vez“. Também não tente seguir sua lista de bullets ao pé da letra. Uma lista é chata e algo reescrito a partir de uma lista também será. Comece do zero. Permita-se fugir do script. Se você gastou um tempo visualizando a cena, ela virá com mais cerejas agora. Dependendo da natureza da cena,acer…

See more on eldessaullo.com

Leave a Comment