Como fazer mudas de açai anão

image


Quanto tempo leva para produzir um pé de açaí?

período da floração à frutificação: 5 a 6 meses. produção da planta adulta (após 6 – 7 anos): em média 15 kg/estipe. produtividade: em média 24 toneladas por hectare.


Como fazer para germinar a semente do açaí?

Para isso, você deve colocar a variedade escolhida em um saquinho e cobrir com água morna. Deixe as sementes descansando por um período de dois ou três dias e vá observando a germinação acontecer. Se você prefere pular essa etapa é possível escolher uma alternativa, como plantar muda de açaí.


Como criar um pé de açaí?

Para seu correto cultivo, o terreno deve ser levemente inclinado, para facilitar a marcação das linhas de plantio e favorecer a conservação do solo. A textura deve ser média, porém, solos de terra firme em sistemas de cultivo solteiro e consorciado, deve-se optar por áreas já utilizadas com plantios sucessivos.


Qual o melhor adubo para o açaí?

As adubações de plantio, formação e produção devem ser realizadas de acordo com as orientações abaixo: 1. Em cova com dimensões de 40 x 40 x 40 centímetros, aplique adubo orgânico bem curtido, que pode ser esterco de curral (10 litros por cova), de galinha (3 litros por cova), ou torta de mamona (1 litro por cova).


Como tirar muda de um pé de acerola?

Para o próprio produtor fazer suas mudas, basta coletar frutos inteiros e maduros (cor vermelha por inteiro), despolpa-los, lavar as sementes e depois já pode fazer a semeadura direta no substrato ou no solo de sua preferência, acondicionado em recipiente, seja ele saquinho plástico ou tubete.


O que eles colocam no açaí?

A dica é combiná-lo com frutas como o morango e o açaí. O mel é anti-séptico, rico em vitamina C, faz bem para a pele, melhora a digestão e fortalece o sistema imunológico. A farinha lactea é fonte de vitaminas do complexo B, ferro, fósforo, cálcio e vitaminas A, C, D e E.


Qual a distância ideal de um pé de açaí Pará o outro?

Os espaçamentos indicados para o cultivo do açaizeiro solteiro visando à produção de frutos são baseados em observações de natureza prática, sendo os mais utilizados: 5 m x 5 m e 6 m x 4 m, com o manejo de 3 a 4 estipes por touceira (Tabela 1).


Quanto custa 10kg de açaí?

R$188,50Açaí tradicional 10kg está custando apenas R$188,50!


Qual NPK para açaí?

Para atender essa exigência das plantas, é conveniente adubá-las com a mistura de 5 partes da formulação 10-28-20 (NPK) com 2 partes de cloreto de potássio.


Para que serve o adubo 20 05 20?

Fertilizante que contém os principais nutrientes: Nitrogênio, fósforo e potássio em proporções adequadas para um crescimento seguro de suas plantas. Ideal para ser aplicado em plantas já formadas. Por se tratar de uma adubação de cobertura, proporciona uma intensificação no vigor, qualidade e resistência do vegetal.


Quantos pés de açaí por hectare?

400 pésCada hectare tem cerca de 400 pés de açaí e gera 5 toneladas de fruto. “Prezo muito a sustentabilidade ambiental, mas também a econômica. Não dá para gastar R$ 18 mil por hectare em irrigação para plantar em terra firme.


Como fazer muda de bananeira com o rizoma

Aqui na nossa empresa de entrega de mudas de bananas já as fornecemos pré-climatizadas e selecionadas geneticamente para uma maior resistência e produtividade. Mas, caso você, pequeno e médio agricultor, queira aprender como fazer mudas de banana para o plantio, disponibilizamos o vídeo em destaque.


Como fazer mudas de bananeira com espécies EMBRAPA

Como a demanda por mudas de banana EMBRAPA tem sido muito grande em nossa loja. Procuramos publicar, neste post, alguns itens advindos dessa linhagem tão valorizada em nosso país, viabilizada por um órgão de pesquisa respeitado internacionalmente e que tem grande capacidade de aumentar, e muito, a lucratividade do seu empreendimento.


Como produzir mudas de banana em propriedades rurais

O conhecimento do produtor rural é uma coisa fantástica de se ver. São tantas técnicas e experiências que chega a ser preciso conviver muito tempo com eles para podermos aprender pelo menos um pouco do tanto que têm a oferecer sobre plantio e produção de diversas mudas e culturas que povoam suas propriedades rurais.


Amendoeira – prunus dulcis

A amendoeira é uma árvore que pode crescer entre 04 a 10 metros, desenvolve uma ramificação de diminutas flores belíssimas, é uma árvore milenar e seus frutos; bem, os seus frutos é daqueles tipos que servem pra um monte de coisas. Leite de amêndoa, farinha de amêndoa, xarope de amêndoa, óleo de amêndoa.


Bisnagueira – spathodea campanulata

Apesar de ser considerada uma árvore ornamental e ser muito apreciada por suas flores em forma de cálice de um laranja bem forte, quase vermelho, essa árvore é considerada entre as cem piores espécies invasoras do mundo.


Caliandra – calliandra calothyrsus

Árvore arbustiva com tamanhos entre 4 e 6 metros de altura, muito usada para reflorestamento, forrageamento do gado ou para o aproveitamento de lenha. Em alguns lugares pode ser considerada uma árvore invasora.


Diospireiro – diospyros kaki

De todas as árvores que selecionei aqui nesse artigo, talvez essa seja a que mais poderá surpreender. Isto porque o nome dióspiro certamente não é tão popular quanto caqui. Isso mesmo, essa é a árvore que produz o caqui.


Embaúba – cecropia hololeuca

Muitas espécies desse gênero cecropia são conhecidas popularmente aqui como embaúba e, em sua maioria, são consideradas árvores invasoras (“ervas daninhas”). Porém, dentre as mais de 50 espécies aceitas do gênero, existem aqueles que são úteis para a fabricação de guitarras, redes, fósforos e outros utensílios.


Freixo – fraxinus excelsior

Árvore com média de 20 metros, tem em suas folhas grande valor na medicina alternativa e tem também muito valor por sua madeira na fabricação de diversos tipos diferentes de artefatos. Antigamente até moldes de carros clássicos já utilizaram dessa madeira. Hoje tem sido muito usada para a fabricação de guitarras muito conceituadas.


Guaraperê – lamanonia speciosa

Lamanonia speciosa parece ser considerado sinônimo de lamanonia ternata, descrevendo a mesma espécie. A taxonomia desse gênero de árvore é assunto de muita discussão científica ainda, e as informações a respeito são poucas e imprecisas. Mas trata-se de uma árvore recorrente nos biomas caatinga e mata atlântica brasileiro.

image

Leave a Comment