Como fazer uma açao para dpvat acidente com moto

image

Qual o prazo para dar entrada e receber o DPVAT por acidente?

Ou seja, se ciclistas, pedestres ou passageiros foram vítimas de um acidente e ficaram com alguma sequela permanente, podem, sim, entrar com a solicitação e tentar receber a indenização e os valores da cobertura médica. É importante que respeitem o prazo de três anos, como mencionamos anteriormente.

Quem pode receber o seguro DPVAT por acidente?

Obrigatório porque, todos os anos, os proprietários de veículos devem pagar uma taxa relativa a esse seguro para estar em dia com o DETRAN. As indenizações do DPVAT têm o propósito de diminuir impactos econômicos por pessoas que sofreram um acidente de trânsito e também por familiares que perderam alguém devido a um acidente desse tipo.

O que fazer se você foi vítima de acidente de trânsito?

Se você foi vítima de acidente de trânsito, tem até três anos para requerer uma indenização por suas lesões e o reembolso de parte das despesas médicas que teve em decorrência do acidente. Também é possível obter indenização em caso da morte de entes próximos.

Por que o reajuste do DPVAT de moto ficou de fora da opção de parcelamento?

Dessa forma, com o reajuste do DPVAT de moto para abaixo de R$ 210,00, a categoria ficou de fora da opção de parcelamento. Talvez em 2019 isso possa mudar novamente. Mas para isso, o custo do DPVAT terá que ser ainda maior no seu bolso. Nós torcemos que você jamais precise fazer uso de uma indenização do Seguro DPVAT de moto.

image


Segurança nas estradas: qual é a situação do Brasil?

O estudo Acidentes Rodoviários e a Infraestrutura , conduzido pela CNT (Confederação Nacional do Transporte), concluiu o que muitos já imaginavam: os acidentes de trânsito estão entre as maiores causas de óbitos no país.


O que é o DPVAT?

DPVAT é a sigla para o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre. Também conhecido como Seguro Obrigatório, ele é pago por todos os proprietários de veículos que circulam no país.


Como pagar o DPVAT?

Você percebeu que todo proprietário de automóvel em circulação no Brasil tem a obrigação de pagar o DPVAT? Essa é uma responsabilidade que traz consequências para quem a descumpre. A principal delas é a não emissão do CRLV.


Quem tem direito e quais os valores das indenizações?

Como o DPVAT é um seguro de caráter social e tem por objetivo reduzir as perdas materiais e humanas no trânsito, todos os brasileiros vítimas de acidentes envolvendo veículos automotores ou suas cargas, ocorridos em território nacional, têm direito aos seus benefícios. As apólices têm os seguintes valores:


Qual é a documentação necessária para acioná-lo?

Para acionar o DPVAT e conseguir a cobertura das indenizações e reembolsos, é necessário apenas dar entrada no pedido, em um dos mais de 8 mil postos de atendimento autorizados da Seguradora Líder-DPVAT, e entregar a documentação exigida para a cobertura pleiteada.


Qual o prazo para requerer a indenização do Seguro DPVAT?

Você se envolveu em um acidente de trânsito e está enquadrado em alguma das situações descritas anteriormente? Então é preciso ter atenção, pois existe um prazo para pleitear o seu direito.


Como dar entrada no DPVAT? Um passo a passo rápido e simples!

Depois de todas as informações apresentadas, você já consegue entender que o Seguro DPVAT é um direito de quem é afetado pela falta de segurança no trânsito e se envolve em acidentes.


Quem pode receber o DPVAT por acidente?

Antes de mais nada, entenda que o Seguro DPVAT é um importante seguro obrigatório no Brasil. Obrigatório porque, todos os anos, os proprietários de veículos devem pagar uma taxa relativa a esse seguro para estar em dia com o DETRAN.


O DPVAT é exclusivo para motoristas?

Não. Aliás, muitas pessoas quem teriam direito à indenização deixam de entrar com a solicitação por pensarem que o seguro é exclusivo para condutores. Na verdade, pedestres, passageiros e ciclistas também têm direito.


Qual é o valor da indenização do DPVAT?

A princípio, os valores repassados às vítimas de acidentes de trânsito podem variar conforme a gravidade das sequelas sofridas e também das demandas médicas e hospitalares durante o tratamento. Já o repasse aos familiares de vítimas fatais é fixo.


Como dar entrada e receber o seguro DPVAT por acidente?

Enfim, os procedimentos para dar entrada no seguro DPVAT requerem algumas etapas, entre elas, a de verificar quais são os documentos solicitados e fazer o que for necessário para juntá-los.


Conheça o DPVAT de Graça

Nós, do DPVAT de Graça, somos uma assessoria online e gratuita. Nosso intuito é o de ajudar quem quer dar entrada no DPVAT e exercer o direito de receber a indenização. Fazendo todo o processo de maneira simples.


O que é DPVAT?

DPVAT quer dizer Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres. Ele é um seguro pago obrigatoriamente por todos os motoristas do país, anualmente, durante o processo de licenciamento do veículo.


Como dar entrada no DPVAT

Para entrar com o pedido de indenização junto à Seguradora Líder, o cidadão deve reunir os documentos exigidos, se encaminhar a um dos pontos de atendimento do DPVAT, e, por fim, acompanhar o andamento de seu caso.


Como enviar os documentos do seguro DPVAT

O próximo passo de como dar entrada no DPVAT é enviar os documentos recolhidos para a Seguradora Líder. A papelada deve ser entregue em um dos pontos de atendimento do seguro. Eles incluem agências dos Correios, seguradoras autorizadas, unidades do Detran, Procon, corretoras e outros órgãos.


Acompanhe seu pedido de indenização

Depois de enviada a documentação, o beneficiário deve acompanhar seu caso junto à Seguradora Líder. É possível fazer isso pelo site do DPVAT ou pela Central de Atendimento, nos seguintes telefones:


Valores de indenização do seguro DPVAT

Se você foi vítima de acidente de trânsito, tem até três anos para requerer uma indenização por suas lesões e o reembolso de parte das despesas médicas que teve em decorrência do acidente. Também é possível obter indenização em caso da morte de entes próximos.


Como Funciona o DPVAT De Moto

Diferentemente de outros seguros comuns, que cobrem danos materiais por furtos, roubos ou acidentes, o seguro DPVAT, como seu próprio nome já informa, cobre apenas os danos físicos.


DPVAT Moto: Quem Deve Pagar

Como já explicado, a cobrança do DPVAT é destinada a todo e qualquer proprietário de veículos terrestres que circule em vias públicas, seja qual for a região do país, incluindo os de motocicletas.


É Possível Parcelar o DPVAT?

Apesar da redução no custo do DPVAT de moto, o valor de R$ 180,65 não é exatamente baixo. A despesa vira um problema especialmente quando o seu vencimento coincide com outros gastos, como IPVA, IPTU e outros impostos.


Outros Tributos Que Motos Devem Pagar

Como todos sabemos, produtos industrializados no Brasil tendem a ser caros e recheados de impostos que encarecem seu valor total, principalmente quando a mercadoria é importada de outros países.


Provar a responsabilidade das partes

Em primeiro lugar é importante determinar quem provocou o acidente, pois, frequentemente, são fatores externos ao motociclo (peões, automóveis, buracos ou líquidos derramados na estrada, etc.). O caso pode complicar-se quando o condutor contrário foge do local do acidente e não há testemunhas.


Nunca abandonar o local do acidente

Pode parecer óbvio mas há muitas pessoas que perdem o direito à indemnização porque abandonam o local do acidente.


Participar o acidente

Deve comunicar o sinistro à sua companhia de seguros no prazo máximo de 8 dias.


Fazer a reclamação por via judicial

Em muitas situações, a via judicial pode ser a melhor opção. Se fizer queixa-crime, garante que se abre um processo de investigação e amplia o prazo para reclamar a indemnização à companhia de seguros.


Seguimento médico

Os relatórios médicos são fundamentais para provar a gravidade das lesões provocadas pelo acidente e para calcular a indemnização correta. Geralmente, os lesados estão mais preocupados com a reparação da moto e o pagamento das perdas salariais sem saber que os danos corporais são a parte mais significativa da indemnização que deverão receber.


Acidente de trabalho r viação

Muitos dos acidentes de moto são simultaneamente de viação e de trabalho, podendo ocorrer no trajeto de ida ou regresso do trabalho (in itinere) ou no desempenho das suas funções profissionais (carteiros, estafetas, distribuidores, etc.).


Não assine nenhum acordo sem confirmar se a indemnização foi bem calculada

Se não sabe qual a Indemnização justa, nunca saberá se fez um bom acordo. Esta é a questão mais complexa de todas porque, ao contrário do que acontece noutros países como Espanha, França ou Inglaterra em que as quantias de indemnização estão objetivamente definidas em tabelas, em Portugal isso não acontece.

image

Leave a Comment