Como funciona açao trabalhista

image

O que é uma ação trabalhista?

Uma ação trabalhista consiste em um processo movido pelo colaborador prejudicado em uma relação de trabalho, contra a empresa que não seguiu a CLT durante o contrato de trabalho. Esse processo é realizado junto à Justiça do Trabalho e tem por finalidade garantir os direitos básicos do funcionário lesado pelo empregador.

Quanto tempo dura uma ação trabalhista?

A duração de uma ação trabalhista depende de vários fatores, como complexidade do caso, provas, recursos, entre outros procedimentos. Todo esse processo, no entanto, dura normalmente de um a seis anos até a sua execução. Gostou? Veja como consultar processo trabalhista online.

Qual o prazo para abrir o processo trabalhista?

Não há prazo para que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) analise o processo e publique uma nova decisão no processo (acórdão). Caso as partes fiquem insatisfeitas com o acórdão proferido pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), poderão recorrer ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), que está localizado em Brasília.

Por que contratar um serviço de assessoria Trabalhista?

Contar com um serviço de assessoria trabalhista contribui com uma melhor organização do departamento de recursos humanos da sua empresa, que pode focar em melhores contratações e treinamentos, enquanto a parte burocrática fica aos cuidados da assessoria.

image


Como que funciona uma ação trabalhista?

A ação trabalhista ocorre quando um colaborador se sente prejudicado em relação a algum ponto das regras trabalhistas que a empresa deveria cumprir. Se o profissional acredita que seus direitos foram desrespeitados ele aciona a Justiça do Trabalho e move uma ação trabalhista contra a empresa.


Qual o valor da causa na ação trabalhista?

Eles são calculados no importe de 5% a 15%, fixados pelo juiz, sobre o valor a ser recebido pela parte que saiu vencedora no processo. Caso parte dos pedidos do autor da ação tenham sido julgados procedentes e parte improcedentes os honorários de sucumbência serão repartidos proporcionalmente a cada um dos pedidos.


Quanto tempo leva para julgar uma ação trabalhista?

R: De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), um processo trabalhista demora em média 2 anos e 4 meses para ser concluído. A fase de execução, por sua vez, que está relacionada ao pagamento da condenação, leva ainda mais alguns anos.


O que acontece depois que o juiz trabalhista dá a sentença?

Recurso Ordinário: É o recurso aberto se, após a sentença, uma das partes envolvidas sentir-se insatisfeita, então o caso será encaminhado para o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e será julgado por três desembargadores que decidirão se vão manter a sentença proferida ou modificar de acordo com o recurso das partes.


Qual a porcentagem de um advogado numa causa trabalhista?

Assim, esse valor é definido pela livre negociação entre cliente e advogado. Todavia, nos casos de processo trabalhista, o mais comum que se observa no dia a dia é a cobrança do percentual de 30% sobre os valores que a pessoa ganhar ao final do processo.


Como saber o valor de uma causa na justiça?

O valor da causa constará sempre da petição inicial e será: I – na ação de cobrança de dívida, a soma do principal, da pena e dos juros vencidos até a propositura da ação; II – havendo cumulação de pedidos, a quan- tia correspondente à soma dos valores de todos eles; III – sendo alternativos os pedidos, o de mai- or …


O que fazer para acelerar um processo trabalhista?

Saiba como é possível acelerar o processo de uma ação na justiça?Usar os documentos eletrônicos. … Enviar peças objetivas. … Despachar diretamente com o juiz. … Evitar protocolar uma ação na justiça no último dia. … Manter um bom relacionamento com os servidores.


Quanto tempo leva para o juiz analisar um processo?

Nos tribunais estaduais, costuma-se esperar uma média de 7 meses para julgamento (essa é a média dos tribunais de todos os estados). Já nos Tribunais Regionais Federais, a situação se inverte e o recurso pode demorar mais do que o julgamento em primeira instância: uma média de 1 ano e 7 meses.


Quanto tempo leva para o juiz dar a sentença?

30 diasO prazo legal é de 30 dias no máximo, após o fim da fase de Instrução, ou seja logo depois que o juiz recebe as contestações e ouve todas as testemunhas arroladas ele tem 30 dias para dar a sentença.


Qual o prazo que o juiz tem para proferir a sentença trabalhista?

60 diasCom as novas diretrizes, o juiz do trabalho terá o prazo de 60 dias para expedir a sentença sobre determinado caso, prazo que será contado depois de exauridos os 30 dias previstos no artigo 226, III, do CPC. Se não cumprir o tempo limite, o magistrado perde o direito à gratificação.


Quando o juiz dá a sentença pode recorrer?

É permitido recorrer a sentença proferida no seu processo se tiverem ocorrido erros nas conclusões que lhe digam diretamente respeito. Pode recorrer de uma sentença condenatória, da pena e/ou da indemnização fixada, ou pode recorrer de todas as conclusões do tribunal de primeira instância.


O que significa proferir sentença no processo trabalhista?

Daí, será possível concluir que a sentença trabalhista é o pronunciamento judicial por meio do qual se põe fim à fase cognitiva ou se extingue a execução da lide trabalhista. Lembrando, ainda, que ao finalizar a fase cognitiva o juiz pode proferir uma decisão com ou sem resolução de mérito, conforme art.


Petição Inicial

A petição inicial é o primeiro ato para a formalização do processo trabalhista. Trata-se de um pedido por escrito, dirigido ao juiz ou tribunal, contendo as informações pessoais do solicitante e do acusado, assim como as especificações da solicitação, suas provas, valor da causa, etc.


Audiências

Depois de recebida e analisada a petição, o juiz intima a outra parte a contestar o pedido. Ou seja, a expor a sua versão dos fatos, por meio de provas. Feito isso, a audiência inicial é marcada para verificar o interesse das partes em fazer um acordo.


Decisão

A decisão judicial configura a sentença do juiz em relação ao pedido formulado na petição inicial. A mesma é dada durante uma audiência e tem caráter indenizatório. Desta forma, o valor é devido apenas em relação ao período suprimido, e não ao tempo total de contrato.


Recurso

No processo trabalhista, quando alguma das partes discorda da decisão do juiz, é possível entrar com recurso. Nesse caso, mesmo que a sentença seja proferida por um juiz, a análise do recurso fica a cargo de uma equipe de desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho.


Execução

Para concluir, dada a decisão inicia-se a discussão acerca dos cálculos do que é devido no processo trabalhista, denominada liquidação. Nessa etapa, é permitido contestar o valor apresentado e, no caso de divergências, o juiz pode chamar um perito contábil para averiguar a liquidez dos pedidos.


O que é assessoria trabalhista?

A assessoria trabalhista é um serviço prestado para empresas, atuando diretamente em questões relacionadas a pagamentos, recolhimento de benefícios e mediação jurídica entre a empresa e seus colaboradores.


Como funciona a assessoria trabalhista?

A assessoria voltada para questões trabalhistas funciona por meio do estudo cuidadoso dos processos da empresa, voltados para os pagamentos, apurações e pagamentos de benefícios e monitoramento das relações entre empresa e trabalhador.


Quando a assessoria trabalhista é recomendada?

A assessoria voltada para as obrigações trabalhistas é recomendada para empresas de todos os portes, sobretudo por conta da sua função de evitar complicações jurídicas para uma empresa.


Benefícios da assessoria trabalhista contínua

Para além da redução de eventuais problemas relacionados à justiça do trabalho, ainda é possível perceber outros benefícios relacionados à produção de uma assessoria trabalhista em caráter contínuo em sua empresa.


Quanto custa uma assessoria trabalhista?

A assessoria voltada para as relações de trabalho tem seu valor acordado diretamente para cada empresa, pois depende dos serviços que serão executados no seu dia a dia.


Conclusão

A assessoria voltada para os assuntos do trabalho é fundamental para que empresas possam se resguardar de processos trabalhistas e demais questionamentos desse tipo, sobretudo relacionados a pagamentos e contribuições.


O que é seguro garantia trabalhista?

Para entender o seguro garantia trabalhista, primeiramente você precisa conhecer dois conceitos do processo trabalhista: garantia de juízo e depósito recursal. A garantia de juízo é um mecanismo previsto em lei que tem a função de garantir o pagamento de débitos que foram reconhecidos em uma reclamatória trabalhista.


Como funciona o seguro garantia trabalhista?

O seguro garantia trabalhista é utilizado, exclusivamente, em processos de natureza trabalhista. O seu objetivo é permitir que o tomador cumpra sua obrigação, oferecendo uma garantia que é equiparada à garantia em dinheiro.


Quais processos trabalhistas aceitam seguro garantia trabalhista?

O seguro garantia trabalhista é destinado, especificamente, a processos trabalhistas. No entanto, é importante destacar que existem modalidades que podem ser utilizadas em outros tipos de demandas, como execuções fiscais e cíveis.


Quanto custa o seguro garantia trabalhista?

O custo do seguro depende do valor a ser garantido da seguradora escolhida. De forma geral, este custo gira em torno de 0,2% até 3% ao ano, percentual aplicado sobre o valor que será garantido.


Seguro garantia trabalhista ou depósito recursal trabalhista?

Como você viu, o seguro garantia pode ser utilizado tanto em situações que a lei exige uma garantia quanto em depósitos recursais. O depósito recursal, previsto no artigo 899 da CLT, é utilizado exclusivamente na Justiça do Trabalho:


Como cotar e contratar o seguro garantia trabalhista?

A contratação do seguro garantia trabalhista não envolve burocracia. Pelo contrário, todas as etapas são muito simples. Não é por acaso que essa é considerada uma das suas principais vantagens.

image

Leave a Comment