Como proteger cd contra açao do tempo

image

Como desproteger o conteúdo de um disco?

É a parte vital do processo de desproteger o conteúdo. Abra a janela “Computador” e clique com o botão direto no drive do disco protegido. Escolha “Propriedades” na lista suspensa e selecione “Gravação”. Marque o box “Ativar gravação de CD nesta unidade” e selecione “Aplicar”. Clique em “Ok”.

Por que os discos e DVDs são protegidos contra gravação?

CDs e DVDs são acidentalmente protegidos contra gravação quando criados. Isso é bom caso você não queira adicionar nada mais ao disco. Entretanto, será problemático caso queira. Quando o disco é protegido, toda a informação é segurada, não podendo ser alterada ou modificada, a menos que haja a desproteção primeiro.

Quais são as condições de armazenamento dos DVDs?

Após o uso, guarde os discos em suas embalagens para evitar danos à superfície gravada. Armazene os discos horizontalmente e em local bem ventilado. Nunca utilize discos que apresentam rachaduras ou cortes. Isto pode danificar o aparelho. Nunca use CDs de música ou discos de DVD com formatos diferentes do tradicional.

image


Desativar a Execução automática

Desativando essa opção é possível acessar arquivos sem que o CD seja executado. Para tanto, clique no menu “Iniciar”, clique em “Configurações” e selecione “Painel de controle”. Dê um clique duplo no ícone “Sistema”. Em “Gerenciador de dispositivos”, selecione CD ou DVD-ROM drive. Quando a opção CD ou DVD-ROM abrir, clique na aba “Configurações”.


Guardando o conteúdo

Para garantir que arquivos não sejam danificados, copie-os para o computador. Clique nos arquivos que desejar copiar e aperte “Ctrl” e “C” ao mesmo tempo. Clique na área de trabalho e pressione “Ctrl” e “V” juntos. É possível copiar mais de um arquivo ao mesmo segurando “Ctrl” enquanto você clica nos arquivos.


Desabilitando a proteção contra gravação

É a parte vital do processo de desproteger o conteúdo. Abra a janela “Computador” e clique com o botão direto no drive do disco protegido. Escolha “Propriedades” na lista suspensa e selecione “Gravação”. Marque o box “Ativar gravação de CD nesta unidade” e selecione “Aplicar”. Clique em “Ok”.


Arquivos individuais

Acesse o disco e abra qualquer arquivo. Alguns têm proteção total e outros em cada arquivo. Se o arquivo abrir e permitir edição, pronto. Se não, vá nas propriedades do arquivo e faça-o editável.


1. Alterar a senha padrão

Modems e roteadores são definidos com senhas padrão ao saírem de fábrica. Sendo assim, é fácil desvendar quais são os passwords caso os usuários não os tenha alterado. Mesmo quando o fornecedor de internet faz a instalação do aparelho em sua casa, a senha padrão de acesso às configurações não é alterada.


2. Defina senhas e encriptação complexa no dispositivo

Será de pouca serventia alterar a senha e inserir uma combinação fácil de ser decifrada. Atualmente, os hackers utilizam sistemas complexos que testam e conseguem detectar senhas fáceis. Sendo assim, o usuário deve evitar o uso de palavras, datas ou nomes que constem em um dicionário.


3. Não digite a senha de seu roteador na internet

Para descobrir as senhas de roteadores, os cibercriminosos têm apelado para diversas formas de roubo de dados. É possível que eles ataquem roteadores e modems e alterem configurações dos usuários através de ataques web. Caso algum site solicite a senha de acesso ao roteador ou modem do usuário, o mesmo não deverá fornecer tais informações.


4. Altere as portas padrão

Roteadores e modems são normalmente instalados em portas padrão. Para melhorar a segurança de seus dispositivos de rede é preciso evitar o uso destas portas. Como alternativa, é possível configurar sua rede para usar portas diferentes.


5. Mude o DNS do fornecedor de internet

Diversos acontecimentos de redirecionamentos maliciosos envolvendo os servidores DNS legítimos dos fornecedores de internet estão sendo relatados. Em tais ataques, os criminosos sequestram os DNS do fornecedor e os utilizam por um período de tempo para direcionar os usuários para páginas falsas de bancos ou ainda instalam algum tipo de malware.


6. Mantenha o firmware do roteador ou modem atualizado

Normalmente, no site do fabricante, é possível fazer o download gratuito da última versão do firmware, conforme o modelo do dispositivo. Nem todos se lembram disso, mas é algo fundamental para manter sua rede segura.


7. Tenha atenção ao HTTPS

Quando um modem ou roteador é vítima de cibercriminosos e outros servidores DNS são configurados no dispositivo, é comum que os redirecionamentos maliciosos sejam feitos para páginas falsas que não apresentam o “HTTPS”, indicando a ausência de uma conexão segura.

image

Leave a Comment