Como trabalhar numa empresa de açaí

image


Como conseguir trabalhar numa empresa?

Confira a seguir algumas dicas se você quer começar a trabalhar em uma empresa como essa.Aprimore a sua formação. … Invista no domínio de idiomas. … Demonstre motivação e comprometimento. … Trace um planejamento para a sua carreira. … Busque entender o seu mercado. … Desenvolva características interpessoais. … Nunca pare de aprender.More items…


O que procura em um emprego ?*?

“O que você procura na disputa por esta vaga?” Uma das melhores respostas para essa pergunta é dizer que você busca novos desafios na sua vida profissional e a chance de contribuir para o crescimento da empresa. “O que lhe atraiu na nossa organização?” Neste caso, não vacile.


O que falar em uma entrevista de emprego quando não se tem experiência?

Quando você não tem experiência, deve considerar outras situações da vida – pessoal ou estudantil, por exemplo – para responder às perguntas do recrutador. Se ele perguntar, por exemplo, como você trabalha em equipe, a dica é citar situações em que isso tenha acontecido durante um trabalho da escola ou da faculdade.


O que você pode agregar para a empresa resposta pronta?

“Como pode contribuir para a empresa?” – dicas para responderEnfatize o que realizou e alcançou. Dê exemplos concretos de trabalhos que tenha efetuado, desta forma irá mostrar ao entrevistador como contribuiu para cada empresa. … Use dados concretos. … Relacione a resposta com os objetivos da empresa. … Exemplos de respostas.


O que nos motiva a trabalhar?

Seja metas de venda, rotatividade, de gerar mais receita ou até desafios de horários, as pessoas querem um motivo maior para se sentirem desafiadas, o que leva à motivação. Aumento de salário, promoções e materiais também são considerados fatores básicos na motivação.


O que escrever para pedir uma oportunidade de emprego?

Ref.: Candidatura à Vaga de Emprego. Eu, (nome), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), residente e domiciliado(a) à (endereço), venho por meio desta me candidatar à vaga de (informe qual a vaga desejada) nesta empresa. Me considero um(a) profissional(a) perspicaz, responsável e dedicado(a).


O que falar quando não tem experiência?

Para quem não tem experiência, esta parte do currículo é um desafio. Use o tópico para falar de atividades similares a trabalho, como experiências vividas na faculdade, estágio ou voluntariado, por exemplo. Procure descrever quais foram as suas responsabilidades em cada um delas e o tempo que duraram.


O que dizer quando nunca trabalhou?

Isso é importante, justamente, para criar diálogo. Lembre-se também de manter-se atualizado sobre o mundo e o seu mercado. Não é necessário saber absolutamente tudo, mas no mínimo, ter noção do que se passa ao redor. No mais, tenha um norte: “O mais importante é demonstrar força de vontade e saber o que quer.


O que dizer quando não tem experiência na área?

Mostrar que seu interesse é consistente e que você tem vontade e proatividade para aprender faz toda a diferença.


O que você pode agregar para a empresa?

Competências comportamentais que vão agregar valor à sua empresaCompetências Técnicas e Operacionais. … Criatividade. … Comunicação efetiva. … Capacidade de se adaptar às mudanças. … Saber se relacionar. … Resiliência. … Liderança. … Proatividade.More items…


Como responder a pergunta como você pode contribuir para a empresa?

E como responder?Leia atentamente a descrição do cargo. Ao fazer a sua inscrição no processo seletivo, você teve acesso à uma breve descrição do cargo, bem como aos seus benefícios e remuneração. … Pesquise mais sobre a empresa. … Suas realizações (não só de trabalho) são seus maiores trunfos!


O que você tem a oferecer a empresa resposta?

Nesse sentido, quando o entrevistador pergunta “como você pode contribuir para a empresa”, ele espera que sua resposta o convença. Repare que eu disse ideal, não perfeito. Assim, o que ele realmente quer é que você utilize suas experiências, estudos e habilidades como elementos que contribuirão para a empresa.


1. Tenha um plano de investimento em treinamentos e capacitações

Um local que valoriza seus colaboradores não está apenas interessado em utilizar o conhecimento e as habilidades que eles têm a oferecer. Ele oportuniza o desenvolvimento em uma relação de aprendizado que beneficia o funcionário e a empresa de forma mútua.


2. Abra espaço para o desenvolvimento interno de ideias

Poucas ideias são tão poderosas para tornar sua empresa mais atrativas para colaboradores quanto o oferecimento de oportunidades para desenvolver novos projetos dentro da própria empresa. As ideias podem dizer respeito a melhorias dentro do processo produtivo atual, ou em áreas distintas.


3. Dê atenção para as demandas dos funcionários

Quando reclamações e pedidos se tornam repetidos por vários colaboradores diferentes, é hora de dar atenção para isso. Não significa que você precisará concordar ou atender cada um deles em sua integralidade. Trata-se de mostrar ao colaborador que você dá atenção e valoriza aquilo que ele tem a dizer.


4. Desenvolva espaços de descanso e integração

Parte da satisfação com o ambiente de trabalho surge da sensação de conforto, de sentir-se “em casa” mesmo no ambiente profissional. Ao mesmo tempo, sentir-se “parte de um grupo” é essencial para criar um pertencimento do colaborador com a empresa e seus colegas.


5. Invista em qualidade nas pequenas coisas

Poucas coisas são mais frustrantes para um colaborador do que perceber que a empresa busca economizar nas coisas mais básicas. Histórias de funcionários que se sentem ofendidos por coisas simples, desde o papel higiênico até o tipo de café rondam bares e happy hours por todos os cantos.


6. O equipamento de trabalho precisa dar conta do recado

Essa é uma dica óbvia, mas nunca é demais reforçar a importância que ela tem para tornar sua empresa mais atrativa para colaboradores.


7. Vá com calma nas exigências baseadas em opinião

Já é passado o tempo em que as empresas exigiam coisas sem precisar dar explicação alguma à sua equipe. Atualmente, os profissionais respondem muito melhor a demandas que apresentem um motivo para existirem.


Afinal, o que é C&A?

Antes de falarmos da C&A trabalhe conosco e como participar, temos que nos estender um pouco mais sobre a história da C&A e como ela se distribui pelo Brasil. Em suma, C&A é uma enorme e internacional cadeia de lojas do setor de vestuário. Em território brasileiro, a marca ocupa o lugar de maior rede de lojas de departamento.


Quais são os requisitos da C&A trabalhe conosco?

A C&A trabalhe conosco é uma oportunidade pois, para conseguir dar conta de tantas filiais, a marca conta com uma equipe alta de colaboradores. De fato, os profissionais contratados podem atuar em setores diferentes. A marca valoriza requisitos como, por exemplo, proatividade, inovação, criatividade, dedicação e comprometimento.


C&A trabalhe conosco

De fato, a C&A é líder no mercado de varejos modistas, tendo muito orgulho de contar com um time de mais de dezesseis mil profissionais do sul ao norte brasileiro.


Como se candidatar a uma vaga?

Atualmente, a C&A conta com uma equipe de profissionais que soma mais de dez mil pessoas. Sempre que possível, a empresa usa a página profissional no Linkedin para realizar os anúncios de vagas abertas. Assim, é fácil se informar e acompanhar a abertura de oportunidades acompanhando o perfil da marca.


Enviando currículo para a C&A trabalhe conosco

Se sua intenção é se cadastrar como colaborador de uma loja C&A, você pode experimentar ir presencialmente em uma filial da marca na sua cidade para entregar um currículo. Assim, uma vez que seu currículo for compatível com o perfil da vaga aberta pela empresa, você será convocado para uma entrevista de emprego.


Desafios do setor

No dia a dia, trabalhar em e-commerce significa ter como foco o desafio de se adaptar para garantir satisfação dos clientes e qualidade no atendimento, acompanhados de crescimento rentável. “Com tanta informação disponível a um clique no celular, os consumidores deixarão de comprar em um varejo que ofereça simplesmente um produto”, diz a gerente.


Habilidades valiosas para trabalhar em e-commerce

De acordo com Lucas Mendes, ex-sócio e CMO do Beleza na Web, o ramo exige certo conhecimento de dados. “Quem domina sabe tomar decisões baseadas em dados acaba por ter uma vantagem competitiva significativa para crescer”, resume ele.


Daniel Azevedo, sócio do Boston Consulting Group (BCG) em São Paulo

Confesso que fui surpreendido. Na minha época não havia cultura de consultoria na Unicamp, então não tinha a menor ideia do que esperar. Prestei alguns processos e acabei aprendendo a resolver casos durante as entrevistas. Fui pior nas primeiras, mas fui melhorando e, ao final do primeiro ciclo de recrutamento, recebi algumas ofertas de estágio.


Dorival Bordignon Junior, gerente na A.T. Kearney em Dubai

Utilizei ferramentas que a escola de negócios disponibilizara, como um livro de cases de anos anteriores, e treinei com colegas brasileiros. Já melhor preparado, comecei a fazer mock cases com quem havia voltado de estágios de verão em várias consultorias.


Eduardo Roma, sócio da Bain & Co. em Londres

O primeiro elemento foi conhecer melhor cada uma das empresas. Já havia trabalhado como cliente de consultorias antes do MBA e tinha alguma noção das diferenças, mas achei importante ter uma ideia do estilo de trabalho, tipo de clientes e projetos, cultura e apoio que iria receber no meu desenvolvimento.


Sara Castanheira, fundadora da consultoria Castanheira em Curitiba

Sempre gostei de aprender coisas novas e gostava de trabalhar em coisas com começo, meio e fim. Descobri também que tinha jeito para tirar as coisas do papel, implantar programas e ajudar outras pessoas nas empresas a fazer o que é recomendado. A consultoria faz tudo isso. ​

image

Leave a Comment