O que quer dizer açao geral e sistemica na enfermagem

Qual a abordagem sistêmica em cuidados de enfermagem?

A abordagem sistêmica em cuidados de enfermagem se inspira na Teoria Geral de Sistemas, Teoria da Cibernética, em Conceitos de enfermagem e da Terapia familiar, principalmente nos trabalhos da equipe de Milão.

Quais são as características da abordagem sistêmica?

Quais são as características da abordagem sistêmica? A primeira e mais comum característica do pensamento sistêmico é a mudança de perspectiva das partes para o todo. Os sistemas são conjuntos integrados cujas propriedades não podem ser reduzidas para partes menores.

Quais são os conhecimentos necessários para se tornar um enfermeiro?

Além disso, esses conhecimentos são necessários para se tornar um enfermeiro, pois envolvem práticas e conceitos das áreas de saúde, gestão hospitalar e relacionamento interpessoal. Por isso, é importante conhecer os termos técnicos que devem ser aprendidos, mas alguns são praticamente obrigatórios.

Qual a diferença entre AA e abdômen?

ABREVIAÇÕES E SIGLAS UTILIZADAS NA SAÚDE. Unknown 1/05/2015. Unknown. Aa – aminoácido. aa – ar ambiente. AAA – aneurisma de aorta abdominal. ABD – abdômen. ABO – tipo sanguíneo ABO. AC – alojamento conjunto.


O que é sistêmica na enfermagem?

A abordagem sistêmica reconhece que a relação entre a dinâmica familiar e uma problemática de saúde é complexa, sendo impossível distinguir claramente os efeitos diretos de uma sobre a outra.


O que é o conceito de ação sistêmica?

Ação sistêmica é toda a administração de medicamentos que chega a corrente circulatória. A substância ativa precisa ser transportada do ponto de entrada até a parte do corpo onde se deseja para que ocorra sua ação. Para que ela percorra este caminho e consiga atingir este local, precisará entrar na corrente sanguínea.


Onde age a ação sistêmica?

Ação Local – O medicamento age no local onde foi colocado. Por exemplo, um creme antialérgico, um enxaguatório bucal ou um colírio. Ação Sistêmica – O medicamento precisa chegar até a corrente sanguínea e depois atingir o local de ação.


O que é abordagem sistêmica da saúde?

A abordagem sistêmica (systems approach) prioriza a estrutura, as inter-relações e a dinâmica dos sistemas, em vez do detalhamento dos seus elementos, para entender como se conformam certos padrões e comportamentos agregados, como os observados em populações humanas.


O que é sistêmico exemplos?

Do inglês systemic. adjetivo Próprio ou relacionado com um sistema; sistemático. Colocado ordenadamente; organizado ou disposto seguindo uma metodologia: projeto sistêmico da casa. Relacionado com a circulação do sangue: medicamento sistêmico.


O que é ser sistêmico?

Ser sistêmico é um caminho para o equilíbrio e a saúde integral A Teoria Geral dos Sistemas que nasceu nas pesquisas do biólogo austríaco Ludwig Von Bertalanffy entre os anos de 1950 a 1968 tem uma grande aplicabilidade na sua vida. Essa teoria afeta sua vida diretamente, afinal todos nós possuímos uma vida sistêmica.


Qual o foco da terapia sistêmica?

A Terapia Relacional Sistêmica voltada para o indivíduo objetiva desenvolver a autossuficiência do indivíduo. O paciente é estimulado a analisar as situações desagradáveis em sua vida para identificar a sua possível contribuição em cada uma.


O que é um supra sistema?

Supra-sistemas são também partes de um sistema de nível mais alto – “Supra-suprasistema”, e assim ao infinito. De forma semelhante, cada parte de um sistema é por si mesma subsistema que mostra características do sistema. Subsistemas também tem partes “sub-subsistemas” e assim por diante.


O que é a abordagem sistêmica na psicologia?

A abordagem sistêmica na Psicologia tenta compreender o funcionamento da família dentro do sistema e subsistemas. Nisso, o interesse compreende o desenvolvimento do setor familiar, como ele se forma, afastamento de membros e até envelhecimento.


Por que é importante saber estas terminologias?

O prontuário do paciente é um documento oficial onde é realizado todos os cuidados específicos do mesmo, e estas terminologias, tornam o documento um respaldo legal de procedimentos específicos realizados durante seu tratamento, sendo assim, um processo formal das palavras que geralmente para nós são faladas de maneira brusca, serem interpretadas com um olhar clínico elementar..


GLOSSÁRIO LETRA A

Abdução: afastamento de um membro do eixo do corpo.Ablepsia: cegueira.
Abrasão: esfolado, arranhão.
Abscesso: pus.
Absorção: penetração de líquido pela pele ou mucosa.
Abstinência: contenção, ato de evitar.
Acesso: repetição periódica de um fenômeno patológico.
Acinesia: paralisia parcial, impossibilidade de movimentos voluntários, paralisia.
Acne: doença inflamatória das glândulas sebáceas.
Acromia: falta de melanina, falta de pigmentação, pessoa albina.
Adenosa: tumor de uma glândula e que reproduz a estrutura dela.
Adiposo: tecido com gordura, local com gordura.
Adução: mover para o centro ou para a linha mediana.
Afagia: impossibilidade de deglutir.
Afasia: impossibilidade de falar ou entender a palavra falada.
Afebril: sem febre, ou apirético.
Afluxo: vinda para determinado lugar.
Afonia: perda mais ou menos acentuada da voz.
Agrafia: não consegue escrever.
Algia: dor em geral.
Algidez: resfriamento das extremidades.
Álgido: sensação de frio.
Alopécia: a queda total ou parcial dos cabelos.
Aloplastia: substituto de uma parte do corpo por material estranho, prótese.
Alucinação: percepção de um objeto, que na realidade não existe.
Ambidestro: habilidade de usar as duas mãos.
Ambliopia: diminuição da acuidade visual.
Amenorreia: falta de menstruação.
Analgesia: abolição da sensibilidade á dor.
Anasarca: edema generalizado.
Ancilose: imobilidade de uma articulação.
Anemia: a diminuição dos números de hemácias.
Anfiartrose: articulação que se movimenta muito pouco.
Aniridia: ausência ou falha da íris.
Anisocoria: desigualdade de diâmetro das pupilas.
Anodontia: ausência congênita ou adquirida dos dentes.
Anorretal: região referente ao ânus e reto.
Anorexia: falta de apetite, inapetência.
Anosmia: diminuição ou perda completa do olfato.
Anóxia: redução do suprimento de oxigênio nos tecidos.
Anquilose: diminuição ou supressão dos movimentos de uma articulação.
Anoperineal: região referente ao ânus e períneo
Anúria: ausência da eliminação urinária
Ânus: orifício de saída retal.
Apalestesia: perda do sentido das vibrações.
Apático: sem vontade ou interesse para efetuar esforço físico ou mental.
Apelo: sem pele, não cicatrizado, aplicado a feridas, sem prepúcio, circuncidado.
Apoplexia: perda súbita dos sentidos com aumento de temperatura, mas sem paralisia corporal.
Apneia: parada dos movimentos respiratórios.
Aposia: ausência de sede.
Aptialismo: deficiência ou ausência de saliva.
Ascite: edema localizado na cavidade peritoneal com acúmulo de liquido.
Asfixia: sufocação, dificuldade da passagem do ar.
Astasia: incapacidade de permanecer em pé, por falta de coordenação motora.
Astenia: enfraquecimento, fraqueza, cansaço.
Ataxia: não coordena os músculos e a locomoção.
Atresia: ausência ou fechamento de um orifício natural.
Atrofia: diminuição do tamanho ou peso natural de um órgão ou tecido.
Auricular: referente a orelha.
Azia: sensação de ardor estomacal, eructação azeda e ácida..


GLOSSÁRIO LETRA B

Balanite: inflamação da glande ou da cabeça do pênis.
Balanopostite: inflamação da glande e do prepúcio.
Bandagem: enfaixe.
Benigno: sem ameaça à saúde ou vida, que não é maligno, inócuo.
Bilioso: referente à bile, peculiar a transtornos causados por excesso de bile.
Binasal: referente a ambos os campos visuais nasais.
Biópsia: retirada de tecido vivo para diagnóstico.
Blefarite: inflamação das pálpebras.
Blenoftalmia: secreção mucosa nos olhos.
Blenorreia: secreção abundante das mucosas, especialmente da vagina e uretra.
Blenúria: presença de muco na urina.
Bócio: hiperplasia da glândula tireoide.
Borra de café: aspecto do vômito ou da defecação que contém sangue.
Bradicardia: diminuição dos batimentos cardíacos.
Bradipneia: movimento respiratório abaixo do normal.
Braquialgia: dor no braço.
Bucal: oral, na boca.
Bulimia: fome excessiva e patológica.
Bursite: inflamação da bolsa sinovial..


GLOSSÁRIO LETRA D

Dactilite: inflamação de um dedo, ou artelho.
Debilidade: fraqueza, falta de forças.
Debridamento: limpeza de um tecido do infectado ou necrótico de um ferimento.
Decúbito: posição deitada.
Deltoide: músculo do braço em forma de “D”, onde se aplicam injeções intramusculares.
Dentro: cito a direita.
Dermatite: inflamação da pele.
Dermatose: doenças da pele.
Desidratação: perda exagerada de liquido no organismo.
Desmaio: ligeira perda dos sentidos.
Diaforese: sudorese excessiva.
Diarreia: evacuações frequentes e liquidas.
Diplegia: paralisia bilateral.
Diplopia: visão dupla.
Disfagia: dificuldade de deglutir.
Disfonia: distúrbio na voz.
Dismenorreia: menstruação difícil e dolorosa.
Dispneia: falta de ar, dificuldade para respirar.
Dispneico: com dispneia.
Disquesia: evacuação difícil e dolorosa.
Disseminado: espalhado.
Distensão: estiramento de alguma fibra muscular, intumescimento ou expansão.
Distrofia: perturbação da nutrição.
Disúria: micção difícil e dolorosa.
Diurese: secreção urinária.
Diurese: volume de urina coletado..


GLOSSÁRIO LETRA E

Edema: retenção ou acúmulo de líquidos no tecido celular
Êmese: ato de vomitar.
Enema: clister, lavagem, introdução de líquidos no reto.
Enteralgia: dor intestinal.
Entérico: relativo ao intestino.
Enurese: incontinência urinária noturna.
Enxaqueca: dor de cabeça unilateral.
Epigastralgia: dor no epigástrio.
Epigástrio: porção média e superior do abdômen
Episiorrafia: sutura no períneo ou dos grandes lábios.
Episiorragia: hemorragia perineal.
Episiotomia: incisão lateral do orifício vulvar para facilitar o parto.
Epistaxe: hemorragia nasal.
Epistótomo: contrações musculares generalizados com encurvamento do corpo para frente.
Equimose: deposição de sangue por baixo dos tecidos, manchas escuras ou avermelhadas.
Eritema: vermelhidão na pele.
Eructação: emissão de gases estomacais pela boca, arroto.
Erupção na pele: avermelhamento da pele com vesículas.
Erupção: lesão amarela ou enegrecida, comum em queimaduras ou feridas infectadas.
Escabiose: moléstia cutânea contagiosa, caracterizada por lesões multiformes acompanhadas por prurido intenso.
Escara de decúbito: úlcera perfurante em região de proeminências ósseas.
Esclerodermia: afecção cutânea com endurecimento da pele.
Esclerose: endurecimento dos vasos ou perda de elasticidade.
Escoriações: abrasão, erosão, perda superficial dos tecidos.
Escótomo cintilante: pontos luminosos no campo visual, na hipertensão arterial.
Escótomo: ponto cego no campo visual.
Escrotal: relativo ao escroto, onde ficam localizados os testículos.
Escrotite: inflamação do escroto.
Escroto: saco de pele suspenso na região pubiana, loca que aloja os testículos e os epidídimos.
Escrotocele: hérnia do escroto.
Esfacelo: necrose, gangrena.
Esfacelodermia: gangrena da pele.
Esfenoidal: referente ao esfenoide.
Esfenoide: osso situado no centro do assoalho do crânio
Esfígmico: relativo ao pulso.
Esfigmocardiógrafo: aparelho que registra graficamente os movimentos do pulso e do coração.
Esfigmomanômetro: aparelho para verificar a pressão arterial.
Esfigmógrafo: aparelho que registra graficamente os movimentos do pulso.
Esfíncter: músculo circular que constrói o orifício de um órgão.
Esfincteralgia: dor no esfíncter.
Esfincteroplastia: reparação cirúrgica de um esfíncter.
Esfincterotomia: divisão dos músculos de um esfíncter.
Esfoliação: desprendimento de tecido necrosado sob a forma de lâminas.
Esfregaço cervical: esfregaço das secreções mucosas do colo do útero.
Esfregaço: material espalhado numa lâmina de vidro para exame.
Esmalte: camada externa dos dentes.
Esmegma: secreção espessa ao redor do prepúcio ou dos pequenos lábios.
Esofagismo: espasmo do esôfago.
Esôfago: tubo longo situado atrás da traqueia, pelo qual os alimentos chegam ao estômago.
Esofagocele: hérnia do esôfago.
Esofagomalacia: amolecimento do esôfago.
Esofagoptose: prolapso do esôfago.
Esofagoscópio: instrumento para exame visual do esôfago.
Esofagostenose: estreitamento do esôfago.
Esofagostomia: abertura de comunicação entre o esôfago e o exterior.
Esofagotomia: incisão do esôfago.
Espasmo: repentinas contrações involuntárias e violentas de um músculo ou grupo muscular, que pode também acometer as vísceras ocas, como estômago e intestinos.
Espasmódico: rígido, com espasmo.
Espasmofilia: tendência aos espasmos e às convulsões.
Espasmolítico: medicamento que combate o espasmo.
Espástico: em estado espasmódico.
Especulo: instrumento para examinar o interior de cavidades como a vagina, reto, ouvido.
Espermatite: inflamação do canal deferente.
Espermatocistite: inflamação da vesícula seminal.
Espermatorreia: incontinência de esperma.
Espermatúria: presença de esperma na urina.
Espermicida: que destrói o espermatozoide.
Espirômetro: aparelho que mede a capacidade respiratória dos pulmões.
Esplenectopia: queda do baço, patologia, anomalia de posição do baço.
Esplenelcose: úlcera do baço.
Esplenite: inflamação do baço.
Esplenocele: hérnia do baço.
Esplenectomia: extirpação do baço.
Esplenodimia: dor no baço.
Esplenomalácia: amolecimento do baço.
Esplenomegalia: aumento do volume do baço.
Esplenopatia: afecção do baço.
Esplenopexia: fixação cirúrgica do baço.
Esplenotomia: incisão no baço..


GLOSSÁRIO LETRA E

Edema: retenção ou acúmulo de líquidos no tecido celular
Êmese: ato de vomitar.
Enema: clister, lavagem, introdução de líquidos no reto.
Enteralgia: dor intestinal.
Entérico: relativo ao intestino.
Enurese: incontinência urinária noturna.
Enxaqueca: dor de cabeça unilateral.
Epigastralgia: dor no epigástrio.
Epigástrio: porção média e superior do abdômen
Episiorrafia: sutura no períneo ou dos grandes lábios.
Episiorragia: hemorragia perineal.
Episiotomia: incisão lateral do orifício vulvar para facilitar o parto.
Epistaxe: hemorragia nasal.
Epistótomo: contrações musculares generalizados com encurvamento do corpo para frente.
Equimose: deposição de sangue por baixo dos tecidos, manchas escuras ou avermelhadas.
Eritema: vermelhidão na pele.
Eructação: emissão de gases estomacais pela boca, arroto.
Erupção na pele: avermelhamento da pele com vesículas.
Erupção: lesão amarela ou enegrecida, comum em queimaduras ou feridas infectadas.
Escabiose: moléstia cutânea contagiosa, caracterizada por lesões multiformes acompanhadas por prurido intenso.
Escara de decúbito: úlcera perfurante em região de proeminências ósseas.
Esclerodermia: afecção cutânea com endurecimento da pele.
Esclerose: endurecimento dos vasos ou perda de elasticidade.
Escoriações: abrasão, erosão, perda superficial dos tecidos.
Escótomo cintilante: pontos luminosos no campo visual, na hipertensão arterial.
Escótomo: ponto cego no campo visual.
Escrotal: relativo ao escroto, onde ficam localizados os testículos.
Escrotite: inflamação do escroto.
Escroto: saco de pele suspenso na região pubiana, loca que aloja os testículos e os epidídimos.
Escrotocele: hérnia do escroto.
Esfacelo: necrose, gangrena.
Esfacelodermia: gangrena da pele.
Esfenoidal: referente ao esfenoide.
Esfenoide: osso situado no centro do assoalho do crânio
Esfígmico: relativo ao pulso.
Esfigmocardiógrafo: aparelho que registra graficamente os movimentos do pulso e do coração.
Esfigmomanômetro: aparelho para verificar a pressão arterial.
Esfigmógrafo: aparelho que registra graficamente os movimentos do pulso.
Esfíncter: músculo circular que constrói o orifício de um órgão.
Esfincteralgia: dor no esfíncter.
Esfincteroplastia: reparação cirúrgica de um esfíncter.
Esfincterotomia: divisão dos músculos de um esfíncter.
Esfoliação: desprendimento de tecido necrosado sob a forma de lâminas.
Esfregaço cervical: esfregaço das secreções mucosas do colo do útero.
Esfregaço: material espalhado numa lâmina de vidro para exame.
Esmalte: camada externa dos dentes.
Esmegma: secreção espessa ao redor do prepúcio ou dos pequenos lábios.
Esofagismo: espasmo do esôfago.
Esôfago: tubo longo situado atrás da traqueia, pelo qual os alimentos chegam ao estômago.
Esofagocele: hérnia do esôfago.
Esofagomalacia: amolecimento do esôfago.
Esofagoptose: prolapso do esôfago.
Esofagoscópio: instrumento para exame visual do esôfago.
Esofagostenose: estreitamento do esôfago.
Esofagostomia: abertura de comunicação entre o esôfago e o exterior.
Esofagotomia: incisão do esôfago.
Espasmo: repentinas contrações involuntárias e violentas de um músculo ou grupo muscular, que pode também acometer as vísceras ocas, como estômago e intestinos.
Espasmódico: rígido, com espasmo.
Espasmofilia: tendência aos espasmos e às convulsões.
Espasmolítico: medicamento que combate o espasmo.
Espástico: em estado espasmódico.
Especulo: instrumento para examinar o interior de cavidades como a vagina, reto, ouvido.
Espermatite: inflamação do canal deferente.
Espermatocistite: inflamação da vesícula seminal.
Espermatorreia: incontinência de esperma.
Espermatúria: presença de esperma na urina.
Espermicida: que destrói o espermatozoide.
Espirômetro: aparelho que mede a capacidade respiratória dos pulmões.
Esplenectopia: queda do baço, patologia, anomalia de posição do baço.
Esplenelcose: úlcera do baço.
Esplenite: inflamação do baço.
Esplenocele: hérnia do baço.
Esplenectomia: extirpação do baço.
Esplenodimia: dor no baço.
Esplenomalácia: amolecimento do baço.
Esplenomegalia: aumento do volume do baço.
Esplenopatia: afecção do baço.
Esplenopexia: fixação cirúrgica do baço.
Esplenotomia: incisão no baço.
Espondilalgia: dor nas vértebras.
Espondilartrite: inflamação das articulações vertebrais.
Espondilite: inflamação de uma ou mais vértebras.
Espasticidade: capacidade de entrar em espasmo.
Espirometria: medida da capacidade respiratório dos pulmões.
Esputo: escarro, material expectorado, pode ser mucótico, mucopurulento, purulento, hemorrágico, espumoso.
Esqueleto: o arcabouço ósseo do corpo.
Esquinência: qualquer doença inflamatória da garganta.
Estado de mal asmático: ataque severo de asma por mais de 24 horas.
Estado epilético: uma sucessão de ataques epiléticos graves.
Estado: período, fase.
Estafiledema: edema da úvula.
Estafilite: inflamação da úvula.
Estafilococemia: presença de estafilococos no sangue.
Estafilococos: bactérias em forma de cachos de uva.
Estafiloplastia: cirurgia plástica da úvula.
Estafilorrafia: sutura da úvula.
Estase intestinal: demora excessiva das fezes no intestino.
Estase:estagnação de uma liquido anteriormente circulante.
Esteatoma: lipoma, tumor de tecido gorduroso.
Esteatorreia: evacuação de fezes descoradas, contendo muita gordura.
Esteatose: degeneração gordurosa.
Estenose do piloro: estreitamento do piloro.
Estenose: estreitamento.
Estercólito: massa dura e compacta de fezes.
Estereognose: reconhecimento de um corpo pelo tato.
Estéril: incapaz de conceber ou de fecundar, em cirurgia livre de qualquer micróbio.
Esterilização: processo que elimina substâncias e organismos contaminantes.
Eterização: anestesia pelo éter.
Esternutatório: que provoca espirro.
Esternal: relativo ao osso externo.
Esternalgia: dor no esterno.
Esterno: o osso chato do peito.
Esternutação: espirro.
Estertor: ruído respiratório que indica morbidez.
Estertorosa: respiração ruidosa.
Estetoscópio: aparelho que amplia sons usados comumente por médicos.
Estomacal: estimulante do estômago.
Estômago: a porção dilatada do canal digestivo aonde vão ter alimentos que assam pelo esôfago.
Estomatite: inflamação da boca.
Estomatorragia: hemorragia da boca.
Estrabismo: falta de eixos visuais normal, com falta de músculos motores oculares.
Estrangúria: micção dolorosa.
Estreptococo: gênero de bactéria gram-positiva com forma de cadeia ou rosário.
Estrias: cicatrizes na pele do abdômen ou da cocha, pela dilatação das fibras na estação ou parto.
Estritura: estreitamento de um canal.
Estrófulo: dermatose benigna, comum no recém-nascido.
Estrumite: inflamação da glândula tiroide.
Estupor: inconsciência total ou parcial, mutismo sem perda da percepção sensorial.
Eteromania: embriagues habitual pela inalação de éter.
Etilismo: vício do uso de bebidas alcoólicas, intoxicação crônica pelo álcool etílico.
Etilista: alcoólatra.
Etiologia: estudos das causas da doença.
Etmoide: osso (do crânio) leve, esponjoso, irregular, ímpar.
Euforia: sensação de bem estar.
Eupneia: respira normal
Eutanásia: morte induzida em casos incuráveis, proibida por lei.
Eutócia: parto natural.
Eutrofia: boa alimentação.
Evacuante: medicamento que produz evacuações de um órgão, seja purgativo, vômito, diurético ou outro.
Eventração: saída total ou parcial de vísceras na parede abdominal, mas a pele continua íntegra.
Evisceração: saída das vísceras de sua situação normal.
Exacerbação: agravação dos sintomas.
Exantema: qualquer erupção cutânea.
Excisão: corte ou retirada de um órgão ou parte dele.
Excitabilidade: capacidade de reagir a um estímulo.
Excreta: os resíduos eliminados do corpo.
Exoftalmia: projeção dos olhos para fora.
Exodontia: extração de dentes.
Exostose: projeção óssea para fora da superfície do corpo.
Expectação: ato de deixar a doença evoluir limitando, espera provável de que algo aconteça.
Expectoração: expelir secreção, escarro, geralmente pulmonar.
Expectorante: medicamento que promove a expulsão de catarro e mucosidade da traqueia e brônquios.
Exsudato: substância liquida eliminada patologicamente.
Extirpação: retirada completa.
Extrofia: reviramento de um órgão para fora..


GLOSSÁRIO LETRA F

Fadiga: cansaço, esgotamento.
Falo: pênis.
Faringectomia: ablação cirúrgica da faringe.
Faringite: inflamação da faringe.
Faringodinia: dor na faringe.
Faringoplegia: paralisia dos músculos da faringe.
Faringoscópio: instrumento para exame da faringe.
Faringotomia: incisão da faringe.
Fastígio: o ponto máximo da febre.
Fatal: causador de morte, desastroso.
Febre cerebral: meningite.
Febre de feno: manifestação alérgica, com renite e ligeira febre.
Febre entérica: febre tifoide.
Febre eruptiva: qualquer doença febril que se acompanha de erupção na pele.
Febre glandular: mononucleose infecciosa.
Febre intermitente: alternativas de febre e temperatura normal.
Febre recorrente: alguns dias com febre, seguidos de outros sem febre e, novamente, outros com febre.
Febre remitente: febre que apresenta melhoras ou diminuição, mas sem chegar a desaparecer.
Febrícula: febre pouco elevada e passageira.
Febrífugo: que afasta a febre.
Fecaloide: semelhante às fezes.
Fel: bile.
Fêmur: osso da coxa (o maior do corpo).
Fenestrado: com aberturas ou janelas.
Feocromocitoma: tumor das glândulas suprarrenais, que produz elevação da pressão arterial.
Ferida cirúrgica: a incisão cirúrgica asséptica.
Ferida incisiva: corte.
Ferida infectada: aquela em que há micróbios.
Ferida lacerada: quando há arrancamento ou laceração dos tecidos.
Ferida perfurada: ferida produzida pela penetração de objeto perfurante.
Ferida séptica: ferida infectada.
Ferida: lesão.
Fétido: mau cheiro.
Feto a termo: feto em condições de nascer, com aproximadamente 280 dias de estação.
Feto: o produto da concepção a partir do 4º mês de vida intrauterina.
Fibrilação auricular: fibrilação cardíaca
Fibrilação: tremor muscular, a fibrilação cardíaca é mortal.
Fíbula: outro nome da rótula (osso do joelho).
Filático: que protege.
Filaxia: proteção, defesa.
Filiforme: em forma de fio.
Filopressão: compressão de um vaso sanguíneo por um fio.
Fimatose: tuberculose.
Fimose: estreitamento do orifício do prepúcio, este não pode ser puxado para traz.
Fisiatria: fisioterapia, tratamento por meios físicos.
Fisiologia: estudo das funções do organismo.
Fissura do ânus: pequena fenda ulcerada na mucosa do ânus.
Fissura: ulceração de mucosa.
Fístula cega: fístula em que uma das extremidades é fechada.
Fistula: canal em forma de tubo e que normalmente não existe no organismo.
Fistulótomo: instrumento para incisão de fístulas.
Flácido: mole, caído.
Flambagem: ato de imergir o objeto em álcool e colocar fogo.
Flato: ar ou gases no intestino.
Flatulência: distensão do intestino pelo acúmulo de fezes e gases.
Flatulência: distensão dos intestinos por gases.
Flebectomia: extirpação de uma veia.
Flebite: inflamação de uma veia.
Fleborrexe: ruptura de uma veia.
Flebosclerose: esclerose das veias.
Flebotomia: incisão de uma veia, venossecção.
Flegmasia: inflamação.
Flictema: levantamento da epiderme, formando pequenas bolhas.
Flictema: vesícula, pequena bolha cheia de liquido.
Flogístico: inflamatório.
Flogogênico: que provoca inflamação.
Flogose: inflamação.
Fobia: temor mórbido, medo, sem motivo.
Foco: sede principal de uma doença.
Foliculite: inflamação de folículos.
Folículos: órgão microscópio existente no ovário, e que ao amadurecer forma o óvulo, também pequeno saco ou cavidade.
Fomentação: aplicação quente e úmida.
Fontanela: moleira, parte não ossificada do crânio de bebês (até 12 meses).
Forame: orifício, abertura.
Fórceps obstétrico: fórceps para aprender o feto e apressar ou facilitar o parto.
Fórceps: pinça.
Fratura cominutiva: fratura em que o osso de divide em mais de dois fragmentos.
Fratura exposta: fratura com ruptura da pele e tecidos.
Fratura: divisão de ossos.
Frenalgia: dor no diafragma.
Frenite: inflamação no diafragma.
Frontal: osso da frente no crânio.
Fulminante: de marcha rápida e fatal.
Fumigação: desinfecção por meio de gases.
Funda: aparelho para manter a hérnia no lugar.
Fungicida: que mata os fungos.
Fungo: cogumelo parasito.
Furúnculo: infecção e inflamação de um folículo piloso.
Furunculose: aparecimento de vários furúnculos..

Leave a Comment