Qual a açao quimica do remedio cefaliv

image

O Cefaliv é um medicamento que contém mesilato de di-hidroergotamina, dipirona monohidratada e cafeína, que são componentes indicados para o tratamento das crises de dor de cabeça de origem vascular, incluindo crises de enxaqueca. Este remédio está disponível em farmácias, sendo necessário apresentar receita médica para o comprar. Como usar

Full
Answer

Quais são os efeitos colaterais do cefaliv?

Não utilizar por mais de 10 dias seguidos. Quais os males que pode me causar? Os efeitos colaterais que podem ocorrer durante o tratamento com Cefaliv são náuseas, dor de estômago, tonturas, sonolência,vômitos, dor muscular, boca seca, fraqueza, aumento do suor, dor abdominal, confusão mental, insônia, diarreia, prisão de ventre.

Qual o prazo de validade do cefaliv?

Cefaliv apresenta uma composição de substâncias que atuam no tratamento das crises de dor de cabeça, tais como: cefaleia e enxaqueca. Cefaliv, quando conservado em temperatura ambiente (temperatura entre 15 e 30°C), ao abrigo da luz e umidade, apresenta um prazo de validade de 36 meses a contar da data de sua fabricação.

Quais são as contraindicações do cefaliv?

Quais as contraindicações do Cefaliv? Este medicamento é contraindicado para menores de 18 anos. Cefaliv é contraindicado para pacientes que apresentem: hipersensibilidade a quaisquer dos componentes de sua fórmula ou a outros alcaloides do ergot, hipertensão não controlada, comprometimento severo da função renal ou hepática, …

image


Qual a ação do Cefaliv?

Cefaliv é destinado ao tratamento das crises de dor de cabeça (cefaleia), incluindo a enxaqueca.


Qual o princípio ativo do Cefaliv?

Cefaliv apresenta em sua fórmula uma substância (di-hi- droergotamina), que age no sistema nervoso central, e é específica para o alívio da dor de cabeça gerada pela en- xaqueca, apresenta também um analgésico (dipirona mo- noidratada) e a cafeína, que aumenta a efetividade dos analgésicos.


Qual o remédio que substitui o Cefaliv?

Os remédios para enxaqueca como Sumax, Cefaliv, Cefalium, Aspirina ou paracetamol, podem ser usados para cessar um momento de crise. Estes remédios atuam bloqueando a dor ou reduzindo a dilatação dos vasos sanguíneos, controlando assim os sintomas da enxaqueca, mas só devem ser usados sob indicação médica.


Pode tomar Cefaliv todos os dias?

Geralmente, a posologia deste medicamento é de 1 a 2 comprimidos mal surja o primeiro sinal de enxaqueca. Caso a pessoa não sinta melhoras dos sintomas, pode tomar outro comprimido a cada 30 minutos, até um máximo de 6 comprimidos por dia. Este remédio não deve ser utilizado mais de 10 dias seguidos.


Para que serve o Mefenamico?

O ácido mefenâmico é indicado para: 1. Alívio sintomático de artrite reumatoide (inclusive doença de Still), osteoartrite e dor incluindo dor muscular, traumática e dentária, cefaleias de várias etiologias, dor pós-operatória e pós-parto.


Para que serve o antibiótico Metronidazol?

O que é o metronidazol e para que serve “Metronidazol é indicado para tricomoníase, vaginite, uretrite, giardíase, amebíase e outras infecções por bactérias”, exemplifica a farmacêutica-bioquímica Maria Aparecida Nicoletti, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (FCF-USP).


Qual o melhor remédio para enxaqueca crônica?

Erenumabe – Aprovado no Brasil em março deste ano, é o único medicamento a atuar diretamente no problema. Indicado tanto para a enxaqueca crônica – quando a dor persiste ao longo de pelo menos quinze dias – quanto para a episódica, mais breve. Ele previne ou reduz as dores pela metade em 50% dos doentes.


Quem tem alergia a dipirona pode tomar Cefaliv?

CEFALIV é contraindicado em pacientes que apresentem hipersensibilidade a quaisquer dos componentes de sua fórmula, diabetes, hipertensão, função renal ou hepática comprometida e/ou doenças vasculares.


Faz mal tomar Cefaliv?

Cefaliv é contraindicado para pacientes que apresentem: Cefaliv também é contraindicado em pacientes com hipotensão prolongada, sepse após cirurgia vascular e em pacientes com enxaqueca basilar ou hemiplégica. Cefaliv está contraindicado em pacientes com alergia a pirazolonas (p.


Quantos dias tomar Cefaliv?

Tomar 1 a 2 comprimidos ao primeiro sinal de enxaqueca; caso não haja melhora da sintomatologia, ingerir 1 comprimido a cada 30 minutos, até um máximo de 6 comprimidos ao dia. Não utilizar por mais de 10 dias seguidos.


Quem tem ansiedade pode tomar Cefaliv?

Cefaliv pode ser usado junto com Lexapro, mas se você tiver ansiedade não recomendo o uso do Cefaliv. Faça uso destes remédios somente sob orientação médica.


Quais são os efeitos colaterais do Cefaliv?

Náuseas, dor ou desconforto no estômago, tonturas, sonolência, vômitos, dores musculares, boca seca, fraqueza, sudorese, dor abdominal, confusão mental, insônia, diarreia, prisão de ventre, dor no peito, palpitações, aumento ou diminuição dos batimentos do coração, aumento ou diminuição da pressão arterial, alterações …


Posologia

A dose recomendada é de 1 a 2 comprimidos ao primeiro sinal de enxaqueca. Caso os sintomas não melhorem, pode-se ingerir um comprimido a cada 30 minutos, até um máximo de 6 comprimidos ao dia.


Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais que podem ocorrer durante o tratamento com Cefaliv são náuseas, dor de estômago, tonturas, sonolência,vômitos, dor muscular, boca seca, fraqueza, aumento do suor, dor abdominal, confusão mental, insônia, diarreia, prisão de ventre.


Mecanismo de Ação

O Cefaliv apresenta em sua fórmula a di-hidroergotamina, que age no sistema nervoso central, e é específica para o alívio da dor de cabeça gerada pela enxaqueca.


Como usar

Geralmente, a posologia deste medicamento é de 1 a 2 comprimidos mal surja o primeiro sinal de enxaqueca. Caso a pessoa não sinta melhoras dos sintomas, pode tomar outro comprimido a cada 30 minutos, até um máximo de 6 comprimidos por dia.


Quem não deve usar

O Cefaliv não deve ser usado por pessoas com hipersensibilidade a qualquer um dos componentes presentes na fórmula, menores de 18 anos de idade, mulheres grávidas ou que estejam amamentando.


Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer com o uso do Cefaliv são náuseas, dor ou desconforto no estômago, tonturas, sonolência, vômitos, dores musculares, boca seca, fraqueza, aumento da transpiração, dor abdominal, confusão mental, insônia, diarreia, prisão de ventre, dor no peito, palpitações, aumento ou diminuição dos batimentos do coração, aumento ou diminuição da pressão arterial..


Composição de Cefaliv

Excipientes: amido, celulose microcristalina, estearato de magnésio, povidona, corante amarelo FDC n°. 5 laca de alumínio, corante amarelo FDC n°. 6 laca de alumínio e manitol.


Ação esperada de Cefaliv

Cefaliv apresenta em sua fórmula uma substância (di-hidroergotamina) que age no sistema nervoso central e é específica para o alívio da dor de cabeça, gerada pela enxaqueca. Apresenta também um analgésico (dipirona sódica) e a cafeína, que aumenta a efetividade dos analgésicos.


Posologia, dosagem e instruções de uso de Cefaliv

Tomar 1 a 2 comprimidos ao primeiro sinal de enxaqueca; caso não haja melhora da sintomatologia, ingerir 1 comprimido a cada 30 minutos, até um máximo de 6 comprimidos ao dia. Não utilizar por mais de 10 dias seguidos.


Superdosagem de Cefaliv

Os sintomas da superdosagem aguda de Cefaliv incluem náuseas, vômitos, dor de barriga; fraqueza nas pernas; dor muscular nos membros; diminuição da temperatura, formigamento, dormência e palidez dos dedos; dor no peito, alteração do ritmo do coração e/ou da pressão arterial; inchaço localizado; coceira; tonturas; diminuição do funcionamento dos rins; dor de cabeça, insônia, agitação e nervosismo; sonolência, confusão mental, convulsões, coma..


Contra-indicações de Cefaliv

Cefaliv É CONTRAINDICADO EM PACIENTES QUE APRESENTEM HIPERSENSI- BILIDADE A QUAISQUER DOS COMPONENTES DE SUA FÓRMULA; DOENÇAS VASCULARES PERIFÉRICAS; DOENÇA VASCULAR OBLITERANTE; DOENÇA CORONARIANA; DIABETES; HIPERTENSÃO ARTERIAL; FUNÇÃO RENAL OU HEPÁTICA COMPROMETIDA; GRAVIDEZ E LACTAÇÃO.
DEVIDO À PRESENÇA DA DIPIRONA SÓDICA NA SUA FORMULAÇÃO, Cefaliv É CONTRAINDICADO NOS CASOS DE DISCRASIAS SANGUÍNEAS.


Advertências

Advertências:
Este produto contém o corante amarelo de TARTRAZINA que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.


Interações medicamentosas de Cefaliv

O uso concomitante de eritromicina e troleandomicina pode elevar a concentração de ergotamina no plasma. Deve-se evitar ingestão concomitante de Cefaliv com propranolol, clorpromazina, anticoagulantes orais e analgésicos.


Cefaliv – Posologia

Tomar 1 a 2 comprimidos ao primeiro sinal de enxaqueca; caso não haja melhora da sintomatologia, ingerir 1 comprimido a cada 30 minutos, até um máximo de 6 comprimidos ao dia.


Superdosagem

Os sintomas da superdosagem aguda de ergotamina incluem cefaleia, vertigens, náuseas, vômitos, fenômenos alérgicos, ergotismo, choque, elevação súbita da pressão arterial. Raramente podem ocorrer insônia, nervosismo, náusea e diurese profusa.


Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

As mesmas orientações dadas aos adultos devem ser seguidas para os pacientes idosos, observando-se as recomendações específicas para grupos de pacientes descritos nos itens ?Advertências?, ?Precauções? e ?Contraindicações?.


Cefaliv – Informações

O mesilato de diidroergotamina é um bloqueador alfa-adrenérgico com um efeito estimulante direto sobre o músculo liso dos vasos sanguíneos periféricos cranianos e produz depressão dos centros vasomotores centrais. Este fármaco é também um antagonista parcial dos receptores da serotonina.

image


Indicação


Posologia


Efeitos Colaterais


Contraindicações


Advertências E Precauções


Mecanismo de Ação

  • Como funciona?
    O Cefaliv apresenta em sua fórmula a di-hidroergotamina, que age no sistema nervoso central, e é específica para o alívio da dor de cabeça gerada pela enxaqueca. Apresenta também um analgésico, que é a dipirona monoidratada e a cafeína, que aumenta a efetividade dos analgésic…

See more on bulario.com


Superdosagem

Leave a Comment